Spotify brilha na estreia em Wall Street

  • Rita Atalaia
  • 3 Abril 2018

A recuperação das gigantes tecnológicas ajudou as praças norte-americanas a encerrarem no verde. Isto num dia que foi marcado pela estreia do Spotify em bolsa. Disparou mais de 25%.

O dia foi de ganhos para as principais praças norte-americanas. Wall Street fechou no verde, beneficiando da recuperação das gigantes tecnológicas, como foi o caso da Amazon, mas também do alívio dos receios em torno da guerra comercial entre os EUA e a China. Isto numa sessão marcada pela estreia do Spotify em bolsa. Disparou mais de 25%.

Neste contexto, o índice tecnológico Nasdaq avançou 1,03% para 6.940,81 pontos. Já o Dow Jones subiu 1,63% para 24.030,70 pontos e o S&P 500 valorizou 1,27% para 2.614,72 pontos. O dia foi marcado pelo regresso dos investidores às praças europeias, depois de terem estado encerradas na segunda-feira devido às férias da Páscoa.

A sessão foi de recuperação para as gigantes tecnológicas. A Amazon chegou a recuar cerca de 4% depois de Donald Trump ter atacado os preços das entregas da retalhista online através do serviço postal norte-americano e prometido mudanças, sem especificar quais. Nesta sessão, os títulos valorizaram 1,46%. Facebook, Alphabet e Netflix também registaram quedas expressivas na segunda-feira, mas conseguiram recuperar. Os ganhos rondaram os 1%.

Destaque ainda para o Spotify que protagonizou esta terça-feira uma entrada direta na bolsa de Nova Iorque. É uma rara operação que não implica a emissão de novas ações, levando muitos investidores a comprar as que foram colocadas no mercado. O preço de entrada era de 132 dólares, mas acabou por encerrar nos 149,60 dólares — disparou mais de 25% durante a sessão.

A ajudar esteve também o alívio dos receios em torno da guerra comercial entre os EUA e a China. Depois de uma resposta morna dos chineses às tarifas impostas por Donald Trump, chegou uma nova ronda de retaliações. A China anunciou a imposição de tarifas aduaneiras a mais de 120 produtos alimentares que têm como origem os EUA em resposta às tarifas sobre o aço e o alumínio ordenadas pelo presidente Donald Trump.

Comentários ({{ total }})

Spotify brilha na estreia em Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião