Há mais um investidor a querer que Mark Zuckerberg se demita do cargo de CEO do Facebook

  • Rita Frade
  • 16 Abril 2018

Depois do responsável pela gestão dos fundos de pensões de Nova Iorque, também o tesoureiro de Illinois considera que Mark Zuckerberg deveria renunciar ao cargo de CEO do Facebook.

Há mais um investidor a querer que Mark Zuckerberg se demita do cargo de CEO do Facebook. Trata-se do tesoureiro de Illinois, Michael Frerichs, e vem, assim, juntar-se ao responsável pela gestão dos fundos de pensões de Nova Iorque, Scott Stringer, que no início do mês aconselhou Zuckerberg a abandonar a presidência da rede social.

Michael Frerichs disse ao Financial Times que, “neste momento, Mark Zuckerberg é o seu próprio chefe e claramente não está a funcionar“.

O tesoureiro diz, ainda, apoiar a proposta de Scott Stringer, em substituir Zuckerberg por um presidente independente e integrar três novos diretores, com experiência em dados e ética, para ajudar a fiscalizar os esforços do Facebook em privacidade.

De acordo com o Business Insider, “os investidores ativistas do Facebook escolheram o momento certo para criticar a estrutura da empresa“, tendo em conta que “Zuckerberg e o Facebook estão sob escrutínio político”, por causa do escândalo de violação de privacidade.

De qualquer forma, o CEO do Facebook já disse, numa teleconferência com jornalistas, que continua a ser a pessoa certa para estar na liderança da rede social, apesar de reconhecer os “erros cometidos” em relação à proteção de dados pessoas ou à luta contra a manipulação política.

Comentários ({{ total }})

Há mais um investidor a querer que Mark Zuckerberg se demita do cargo de CEO do Facebook

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião