Revista de imprensa internacional

  • ECO
  • 3 Maio 2018

António Guterres e Elon Musk são alguns dos protagonistas na imprensa internacional esta quinta-feira. Veja o que marca as notícias lá fora.

António Guterres pede ao Presidente norte-americano que não abandone o acordo nuclear com o Irão. Mas a imprensa estrangeira também está de olhos postos nos resultados da Tesla. Além disso, as previsões macroeconómicas de Bruxelas para os estados-membros marcam a imprensa internacional.

BBC

Guterres pede a Trump que não abandone o acordo nuclear com o Irão

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu a Donald Trump para não desistir do acordo internacional desenhado para impedir o Irão de adquirir armas nucleares. Em declarações à BBC, Guterres salientou que há um risco real de guerra caso o acordo de 2015 não seja preservado. Veja a notícia aqui [conteúdo em inglês].

Bloomberg

Musk em conferência invulgar

As relações entre Elon Musk e Wall Street tornaram-se difíceis. Numa conferência de apresentação de resultados invulgar, o líder da Tesla adotou uma postura defensiva em relação às perguntas sobre as finanças da fabricante de carros elétricos. A empresa “queimou” mais de mil milhões de dólares pela terceira vez em quatro trimestres. Leia a notícia aqui [conteúdo em inglês].

Expansión

Bruxelas melhora a previsão do crescimento económico espanhol

A Comissão Europeia reviu em alta os dados do crescimento económico espanhol em 2018 e 2019, para 2,9% e 2,4%. Estes valores ficam três décimas acima das previsões de fevereiro. Bruxelas posiciona-se assim como a entidade mais otimista com Espanha — o próprio Governo prevê um crescimento de 2,7% este ano e de 2,4% no próximo. Veja a notícia aqui [conteúdo em espanhol].

El País

Presidente da comunidade autónoma do País Basco em entrevista

O presidente da comunidade autónoma do País Basco diz que a ETA nunca devia ter existido. Iñigo Urkullu deu uma entrevista ao El País, a poucas horas de a ETA difundir um vídeo a anunciar a sua dissolução definitiva. Estes são momentos históricos em que Iñigo Urkullu está em permanente contacto com Mariano Rajoy. A entrevista pode ser lida aqui [conteúdo em espanhol].

Le Figaro

Sondagem indica que maioria dos apoiantes dos republicanos estão satisfeitos com Presidente

Uma sondagem publicada esta quinta-feira pelo Le Figaro indica que Macron seduz cada vez mais à direita. Apesar das tensões sociais, a confiança no chefe de Estado ganha um ponto (41% em maio) graças sobretudo aos apoiantes dos republicanos. Veja a notícia aqui [conteúdo em francês].

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião