Lone Star reconduz António Ramalho na liderança do Novo Banco

  • ECO
  • 16 Maio 2018

Após seis meses de avaliação, e de monitorização diária da ação dos gestores, o fundo norte-americano Lone Star decidiu reconduzir António Ramalho e restante equipa no Novo Banco.

O Lone Star decidiu reconduzir António Ramalho e restante equipa no Novo Banco. A decisão foi tomada depois de, nos últimos seis meses, o fundo norte-americano ter monitorizado a ação dos gestores diariamente, incluindo as decisões tomadas pelos executivos. E de a instituição financeira ter registado um prejuízo recorde no ano passado.

De acordo com o Público (acesso condicionado), fonte do Lone Star avançou que a gestão de António Ramalho já foi reconduzida, o que foi confirmado por um responsável oficial do Novo Banco, não interrompendo a meio o mandato da atual equipa nomeada pelo Fundo de Resolução em abril de 2017. Uma hipótese contemplada no acordo de aquisição do banco.

Nos últimos seis meses, a comissão executiva do Novo Banco foi avaliada pelos norte-americanos do Lone Star, que monitorizaram a ação dos gestores numa base diária, incluindo as decisões tomadas. A equipa foi entretanto informada que vai continuar a liderar a instituição financeira que resultou da resolução do BES, em agosto de 2014.

A instituição financeira registou um prejuízo recorde de 1,4 mil milhões de euros no ano passado. São já 13 trimestres — dos 14 que tem de vida — de resultados negativos para a instituição liderada por António Ramalho. Um desempenho que se justifica pelas elevadas imparidades que têm sido registadas num processo de limpeza de balanço. Essas imparidades atingiram o valor de 2.057 milhões de euros.

Comentários ({{ total }})

Lone Star reconduz António Ramalho na liderança do Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião