Ricciardi fez as contas: Crise no Sporting pode custar “100 milhões”

O antigo membro do Conselho Leonino diz que a crise no Sporting terá consequências reputacionais e patrimoniais. E fez as contas.

Jorge Tomé e José Maria Ricciardi, dois dos sócios da Optimal Investment.PAULA NUNES / ECO

Foi apoiante de Bruno de Carvalho nas últimos eleições, mas a rutura deu-se em abril quando José Maria Ricciardi bateu com a porta no Conselho Leonino.

Numa entrevista à SIC Notícias esta quarta-feira, Ricciardi defendeu que “é fundamental que, tanto o conselho de administração da SAD, como a direção do Sporting se demitam”.

“Devem fazê-lo por sportinguismo. Acredito que alguns deles não têm responsabilidades nestes acontecimentos tristes que temos assistido”, acrescenta.

O ex-presidente do BESI e do Haitong Bank afirma que a “crise no Sporting é grave do ponto de vista reputacional, mas também do ponto de vista patrimonial, nomeadamente a possibilidade de muitos jogadores rescindirem os seus contratos se este presidente se mantiver”.

José Maria Ricciardi, — que agora, juntamente com Jorge Tomé, é sócio da Optimal Investment, — fez as contas aos potencias prejuízos financeiros desta crise para o balanço do Sporting e chegou a um número, ou pelo menos, a uma aproximação: “nunca menos de 100 milhões de euros”.

“Dar um número exato é difícil, porque não sei quais os jogadores que vão rescindir e, além disso, o valor de mercado dos jogadores varia em função do momento, da situação. Este presidente não tem feito outra coisa senão desvalorizar o valor dos seus ativos”, remata o gestor que recorda ainda os milhões que “fugiram” do Sporting pelo facto de não ter conseguido assegurar a presença na Liga dos Campeões.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ricciardi fez as contas: Crise no Sporting pode custar “100 milhões”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião