Apesar das greves, lucros da Ryanair chegam aos 1.450 milhões

  • Lusa
  • 21 Maio 2018

Companhia aérea aumentou os lucros em 10% no último ano fiscal

Os lucros da companhia aérea irlandesa Ryanair atingiram 1.450 milhões de euros no último ano fiscal até 31 de março, 10% mais que no ano anterior, revelou a empresa.

Em um comunicado, a empresa com sede em Dublin também anunciou que as suas receitas aumentaram 8% para 7.151 milhões de euros, graças, entre outros fatores, a um aumento de 9% no tráfego de passageiros, que ultrapassou os 130 milhões/ano.

A companhia de voos ‘lowcost’ sublinhou que a sua tarifa aérea média caiu 3%, para 39,40 euros, e empurrou o crescimento do tráfego num ano difícil para a Ryanair, depois de cancelar mais de 20 mil voos como resultado de um erro na distribuição das férias dos pilotos.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Apesar das greves, lucros da Ryanair chegam aos 1.450 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião