Sony paga 1.700 milhões pela EMI para consolidar liderança na indústria musical

  • Lusa
  • 22 Maio 2018

A Sony, que detinha 40% da editora de música EMI, adquirirá cerca de 60% da participação que detém no consórcio liderado por Mubadala Investment.

A multinacional japonesa Sony comprou por cerca de 2.000 milhões de dólares (1.700 milhões de euros) a editora EMI Music Publishing, uma operação em que procura consolidar a sua liderança na indústria musical.

A Sony, que detinha 40% da EMI, adquirirá cerca de 60% da participação que detém no consórcio liderado por Mubadala Investment, o fundo de investimento estatal do Emirato de Abu Dabi.

Esta operação permitirá à Sony deter o controlo da editora de música, que passará a ser uma subsidiária do gigante japonês, refere a Sony em comunicado.

A EMI Music Publishing dispõe de um catálogo de mais de 2 milhões de canções de artistas de renome como James Blunt, Slipknot ou do DJ recentemente falecido Avicii.o que consolidará a Soni com o maior produtor musical do mundo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sony paga 1.700 milhões pela EMI para consolidar liderança na indústria musical

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião