“Bomba atómica” não assusta investidores. Ações do Sporting disparam 12%

Bruno de Carvalho disse que assembleia geral extraordinária para destitui-lo da liderança do Sporting é uma "bomba atómica" que coloca em causa o clube. Mas os investidores não estão assustados.

Bruno de Carvalho considerou que a assembleia geral extraordinária convocada pela Mesa da Assembleia Geral do Sporting e que visa a sua destituição é uma “bomba atómica” que coloca em causa o clube. Mas os investidores parecem não ter ficado assustados. Em bolsa, as ações da SAD leonina dispararam.

As ações do Sporting, que negoceiam por chamada duas vezes ao dia, fecharam o dia com uma valorização de 12,77% para cotar nos 0,7955 euros. Trocaram de mãos 1.615 títulos da SAD leonina.

Ações da SAD leonina aceleram em bolsa

Esta quinta-feira, Bruno de Carvalho dramatizou a decisão de Jaime Marta Soares de convocar uma assembleia geral extraordinária para o dia 23 de junho, no sentido destituir a liderança do clube. Segundo o líder leonino, a nova assembleia geral vai colocar em causa o empréstimo obrigacionista que iria ser lançado no final deste mês para reforçar a tesouraria da instituição.

“Esta necessidade de atrasar [o reembolso] deste empréstimo obrigacionista e fazer outro empréstimo tinha a ver com questões de tesouraria”, explicou Bruno de Carvalho esta quinta-feira à noite, depois da reunião com Marta Soares. “Isto põe em causa a preparação da época, a contratação e venda de jogadores, a nova reestruturação financeira”, disse o presidente leonino, que adiantou que deixou de ter condições para assegurar o pagamento de salários.

O ECO sabe que o prospeto para o empréstimo obrigacionista deu entrada na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) no início desta semana e que o regulador se encontra a analisar o documento. Sem o aval da CMVM, os responsáveis leoninos não podem avançar com esta operação que pretende financiar a SAD em pelo menos 15 milhões de euros.

Para Bruno de Carvalho, a convocação da assembleia geral extraordinária “está cheia de irregularidades”. “Por estas incorreções jurídicas, tenho sérias dúvidas que esta bomba atómica aconteça”, disse o líder leonino na noite desta quinta-feira após uma reunião com os órgãos sociais do clube.

O clima de instabilidade no Sporting adensou-se depois do ataque de meia centena de adeptos à equipa técnica e aos jogadores da equipa sénior no passado dia 15 de maio em plena academia leonina, em Alcochete.

(Notícia atualizada às 16h40 com as cotações de fecho)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Bomba atómica” não assusta investidores. Ações do Sporting disparam 12%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião