Assis: “Imagino o primeiro-ministro que podes ser sem a geringonça”

Um dos mais críticos da geringonça subiu ao palco do Congresso socialista para elogiar o primeiro-ministro. "Tu anestesiaste o PCP e o Bloco de Esquerda", disse o eurodeputado a António Costa.

Francisco Assis sempre foi contra a geringonça e continua a pensar que não foi graças a ela que o Governo conseguiu os resultados alcançados até agora. “A solução é má, mas o primeiro-ministro é bom”, disse Francisco Assis que defendeu que se o PS vencer as próximas eleições deve governar sozinho.

“Imagino o primeiro-ministro que podes ser sem a geringonça”, afirmou Assis que contou uma história para explicar esta conclusão. O eurodeputado confidenciou que na reunião da comissão política que em 2015 aprovou a solução governativa apoiada nos partidos à esquerda do PS, ele próprio foi contra, mas no fim disse que Costa: “Já que não posso acreditar na solução, acredito em ti”.

“Nenhuma das duas me desiludiu”, concluiu. E Costa não o desapontou porque “anestesiou o PCP e o Bloco de Esquerda”, defendeu o eurodeputado.

Tal como tem vindo a defender em artigos de opinião e entrevistas, Assis considera que se o PS vencer as eleições, “com maioria absoluta ou com maioria relativa, deve governar sozinho com disponibilidade para falar à esquerda ou à direita”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Assis: “Imagino o primeiro-ministro que podes ser sem a geringonça”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião