Do Continente ao Pingo Doce, até a EDP quer tratar da sua saúde

Há empresas que estão a apostar na disponibilização de planos de saúde não aos funcionários, mas aos clientes. É uma estratégia que ajuda a fidelizar clientes.

Descontos imediatos, acumulados em cartão para abater em compras futuras ou na fatura do combustível. Essas são apenas algumas estratégias usadas pelas empresas para cativar e fidelizar clientes. Mas à medida que o tempo passa há que afinar estratégias. Uma das mais recentes tendências passa por seduzir clientes com a disponibilização de planos de saúde com condições vantajosas. Continente, Pingo Doce, ACP ou EDP são algumas das entidades que querem tratar da saúde dos seus clientes.

O mais recente exemplo é a EDP. A elétrica liderada por António Mexia lançou um plano de saúde destinado aos seus clientes do mercado liberalizado de energia: o “Plano Saúde +”. A EDP justifica a oferta deste produto que foge ao seu foco principal de atividade — o fornecimento de energia — com o objetivo de “dar resposta a uma das maiores preocupações dos portugueses — a saúde”. Mas ao fazê-lo também está a diferenciar a sua oferta face à dos principais concorrentes do setor que não disponibilizam estes produtos.

Mas a elétrica não é pioneira neste tipo de oferta de serviços que não são o core da sua atividade. Também as retalhistas Continente e Pingo Doce rivalizam na disponibilização de planos de saúde aos seus clientes, através da Well’s no primeiro caso e das Clínicas Walk’in no segundo. Também o ACP, para além de garantir a assistência aos automobilistas seus associados, também quer garantir-lhes saúde.

Uns produtos são gratuitos, enquanto outros exigem o pagamento de uma mensalidade. Também o leque de abrangência de coberturas é distinto, acontecendo o mesmo com as entidades consideradas parceiras.

Em comum, todos “vendem” os descontos que são possíveis beneficiar nos serviços de saúde, como consultas ou exames médicos através da subscrição desses planos. No caso do “Plano Saúde Well’s” do Continente há ainda descontos que acumulam em Cartão Continente, enquanto a detenção do Cartão Poupa Mais do Pingo Doce dá descontos imediatos nos serviços de saúde Walk’in.

À exceção do Plano Well’s, que não tem qualquer mensalidade associada, nas restantes três entidades os encargos mensais para que os seus clientes possam beneficiar de serviços de saúde são inferiores os praticados pelas seguradoras nos seus pacotes de seguros de saúde mais básicos. Vão dos 4,90 euros, no caso do plano de saúde da EDP, aos 7,00 euros das mensalidades do plano das Clínicas Walk’in ou do ACP. Os encargos de um pacote base das seguradoras Médis ou da Multicare, por exemplo, têm prestações mensais que para o caso de um cliente com 43 anos ascendem a 15 e 17 euros, respetivamente.

Abaixo fique a conhecer em mais detalhe os planos de saúde de cada uma das quatro empresas analisadas.

luz – eletricidade – iluminação – lâmpada

Plano EDP + a adicionar à fatura da luz

O “Plano EDP +” destina-se aos clientes da EDP Comercial com descontos até 70% nas consultas médicas. Tem um custo mensal de 4,90 euros, valor que permite usufruir de consultas médicas de clínica geral e especialidade por 25 euros, consultas de medicina dentária desde 20 euros, bem como médico ao domicílio por 15 euros e exames médicos, cirurgias, tratamentos ou partos com descontos até 40%. Estes serviços podem ser usufruídos numa rede de 29 mil prestadores de saúde.

Este plano não tem limite de idade ou exclusão devido a doenças pré-existentes, bem como não tem período de carência, nem limite de utilização. Assegura também apoio domiciliário: enfermagem, fisioterapia e entrega de medicamentos em casa a preços convencionados. Permite ainda adicionar familiares ou amigos, por mais 3,50 euros por mês, cada. O valor da mensalidade é cobrado na fatura mensal de energia.

Plano Saúde Well’s acumula no cartão Continente

O Plano de Saúde Well’s resulta de uma parceria entre o Cartão Continente e a Well’s, operacionalizada pela AdvanceCare, e é oferecido aos titulares do Cartões Continente sem custos de adesão e sem mensalidades. Em termos funcionais não tem limite de idade e de utilização, nem exclusão de doenças pré-existentes.

Permite a escolha do médico, clínica ou hospital que integram uma rede selecionada AdvanceCare. Disponibiliza consultas de clínica geral e de especialidade, medicina dentária, exames e análises, parto e pequenas cirurgias, consultas de urgência e ao domicílio (24h/dia), fisioterapia, psicologia ou nutrição.

Aplica-se um desconto direto ao valor de tabela do serviço médico, sendo que este pode variar consoante o tipo de serviços ou entidade. Acresce ainda a acumulação de 15% de desconto em Cartão Continente sobre o valor pago em todos os serviços médicos realizados. O desconto acumulado poderá ser utilizado a partir do dia seguinte à sua emissão, tendo a validade de um ano sempre que efetuar compras.

Cartão Poupa Mais dá desconto na Walk’in

O “Plano de Saúde Walk’in” dá acesso ilimitado e gratuito a consultas de clínica geral em toda a rede de Clínicas Walk’in. Não tem limites de utilização e idade e não exclui doenças crónicas ou pré-existentes e está disponível a partir de uma mensalidade de sete euros.

Dá acesso ilimitado e gratuito a consultas de clínica geral em toda a rede de Clínicas Walk’in. Na medicina dentária inclui a oferta da consulta de avaliação e da consulta de urgência, bem como uma destartização gratuita por ano para cada agregado do plano. São aplicados ainda descontos de 50% em consultas de especialidades face aos preços privados tabelados, e de 10% em todos os cuidados de enfermagem disponíveis nas Clínicas Walk’in.

Já o cartão Poupa Mais do Pingo Doce dá 10% de desconto imediato em todos os serviços Walk’In Clinics, bem como o valor de uma mensalidade do Plano de saúde Walk’in.

Do automóvel à saúde dos associados ACP

O Plano chama-se “Saúde em Casa” e destina-se a associados do Automóvel Clube de Portugal (ACP). A solução base custa quatro euros e dá acesso a médico em casa por 10 euros por consulta; enfermeiro em casa por cinco euros por deslocação, valor a que acrescem o custo do ato de enfermagem; recolha de análises em casa por 20 euros, condições especiais em farmácias associadas (entre 10% e 20%); descontos em atos médicos na rede Ecco-salva.

O ACP tem um conjunto de opções adicionais que podem ser acrescidas ao pacote com custos adicionais. Para acrescentar consultas, a prestação mensal aumenta em 3,00 euros. Neste pacote, o cliente tem acesso a consultas de especialidade a partir dos 30 euros e exames. Também têm pacotes para filhos e avós. Por exemplo, o Plano Saúde Sempre Filhos (0 a 17 anos) inclui saúde em casa, descontos em consultas e exames, em saúde oral e seguro de acidente e doença, com uma mensalidade de oito euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Do Continente ao Pingo Doce, até a EDP quer tratar da sua saúde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião