PME Investimentos vai gerir Fundo de Coinvestimento 200M

  • Lusa
  • 30 Maio 2018

O Fundo de Coinvestimento 200M serve para reduzir o endividamento das empresas. A PME Investimentos foi escolhida por concurso público para gerir este Fundo.

A PME Investimentos, sociedade financeira do setor empresarial do Estado, foi selecionada para gerir o Fundo de Coinvestimento 200M, criado no final de 2017 para reduzir o endividamento das empresas e reforçar a capitalização, segundo um despacho hoje publicado.

A escolha foi feita por concurso público internacional, tendo a proposta selecionada, da PME Investimentos – Sociedade de Investimento, oferecido uma comissão anual de gestão a título de remuneração pela gestão do Fundo de 0,44% do capital realizado, paga trimestralmente, bem como limites dos custos de gestão a suportar diretamente pelo Fundo de 1% por ano, durante os dois primeiros anos, e 0,5% por ano, nos anos seguintes, a calcular sobre o capital realizado.

Constituída em 1989 sob a forma de sociedade anónima, a PME Investimentos teve duas denominações desde a sua constituição, ao ser inicialmente criada como SULPEDIP – Sociedade para o Desenvolvimento Industrial e, em 1998, alterada para o nome atual.

Segundo a sua página na internet, a PME Investimentos tem por missão alargar a oferta de financiamento a empresas do setor não financeiro, em particular PME (pequenas e médias empresas), designadamente através da gestão de fundos especiais de investimento.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PME Investimentos vai gerir Fundo de Coinvestimento 200M

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião