Depois de perder o Governo espanhol, Mariano Rajoy deixa liderança do Partido Popular

Mariano Rajoy acaba de anunciar a sua demissão da presidência do Partido Popular. O partido ficará agora nas mãos de um líder interino até que seja marcado um congresso extraordinário.

Com lágrimas nos olhos, Mariano Rajoy acaba de anunciar a sua demissão da presidência do Partido Popular, avança o El País. O partido do antigo primeiro-ministro espanhol ficará agora nas mãos de um líder interino até que seja marcado um congresso extraordinário, durante o qual será eleito um novo presidente e o candidato do PP para as eleições.

Poucos dias depois ter perdido o Governo espanhol para o socialista Pedro Sánchez, Rajoy decidiu, esta terça-feira, abandonar a liderança do partido. “É o melhor para mim, para o PP e, creio, também para a Espanha”, sublinhou o político, numa reunião com o comité executivo do partido.

Mariano Rajoy ocupava a presidência do Partido Popular desde 2011. “Continuarei convosco, porque não imagino a minha vida fora do PP. Não vou entregar o cartão de militante“, garantiu o político.

À chegada ao encontro, Mariano Rajoy foi recebido com uma grande ovação, tendo agradecido, logo no início da sua intervenção, esse apoio. O ex-presidente do Governo espanhol disse-se mesmo “reconfortado”.

Mariano Rajoy era líder do PP desde 2011.

Sánchez com “péssimos companheiros de viagem”

Durante a intervenção na qual anunciou a sua saída do PP, Mariano Rajoy deixou também algumas notas sobre o Executivo de Pedro Sánchez. O ex-primeiro-ministro defendeu que o Executivo socialista nasceu “com debilidade extrema” e, pior, com “péssimos companheiros de viagem”, referindo-se ao Podemos e aos independentistas catalães e nacionalistas bascos, que fizeram a moção apresentada pelo PSOE ser aprovada.

“Defendi a minha honra e a deste partido. Saímos deixando o maior pacote completo de leis contra a corrupção. Tentei ser justo, proteger o bom nome do nosso partido, assumi os meus erros e os que não eram meus”, reforçou.

Na sexta-feira, o Parlamento espanhol aprovou a moção de censura apresentada pelo PSOE contra Mariano Rajoy, derrubando o Executivo do PP. Rajoy esteve seis anos à frente dos destinos desse país.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Depois de perder o Governo espanhol, Mariano Rajoy deixa liderança do Partido Popular

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião