BCE puxa pela Europa, contagia bolsas dos EUA

  • Rita Atalaia
  • 14 Junho 2018

As principais bolsas norte-americanas arrancaram a sessão com ganhos, acompanhando a tendência na Europa depois de o BCE ter afirmado que só vai pôr fim aos estímulos no final deste ano.

O Banco Central Europeu (BCE) vai reduzir as compras de dívida pública na Zona Euro de 30 mil milhões de euros para 15 mil milhões de euros por mês a partir de setembro. Mas só acaba com o programa no final do ano. Esta decisão está a animar os mercados europeus, acabando por contagiar a abertura das bolsas do outro lado do Atlântico.

Enquanto o Dow Jones subia 0,27% para 25.269,18 pontos, o S&P500 avançava 0,3% para 2.783,97 pontos. Já o tecnológico Nasdaq valorizava 0,54% para 7.737,56 pontos. Esta subida acontece depois das quedas registadas na última sessão, após a Fed subir a taxa de juro mais uma vez, apontando para dois novos aumentos este ano.

Os mercados norte-americanos acompanham, assim, a tendência positiva das bolsas no Velho Continente em reação à decisão de Mario Draghi de só reduzir as compras de dívida pública na Zona Euro em setembro, deixando o fim do programa de estímulo para o final deste ano.

Os investidores também estão a reagir aos dados das vendas a retalho, que revelaram uma subida. As vendas avançaram 0,8% em maio, muito acima da previsão da Reuters de 0,4%. O relatório marca ainda o maior crescimento das vendas a retalho desde novembro.

“Após um arranque medíocre do ano (…) o consumo no segundo trimestre melhorou definitivamente”, afirmou Peter Boockvar, responsável pelo investimento do Bleakley Advisory Group, à CNBC. “Os consumidores estão a sentir o corte dos impostos nos seus salários e a receber ordenados mais elevados”, remata.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCE puxa pela Europa, contagia bolsas dos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião