Milhares de Mercedes vão ser chamados às oficinas portuguesas por causa das emissões. Saiba quais os modelos afetados

  • ECO
  • 18 Junho 2018

Agora é a vez de Portugal. Alguns carros da Mercedes vão ter de ir às oficinas para fazer a atualização do software.

A Mercedes vai chamar às oficinas portuguesas milhares de automóveis para efetuar uma atualização ao sistema de controlo de emissões poluentes. Este recall faz parte de um mais alargado, na Europa, que abrange 744 mil veículos da marca, nomeadamente os Vito, Classe C e GLC.

Oficialmente, a Mercedes Portugal ainda não sabe ao certo quantos carros serão chamados. No entanto, fonte da marca revelou à TSF que serão alguns milhares de viaturas comercializadas no país e que terão de ser submetidas a uma intervenção técnica para mudanças no sistema de emissões.

“Estão em causa funções incluídas nos nossos sistemas integrados de controlo de emissões. Nos nossos sistemas integrados de controlo de emissões existem várias centenas de funções interligadas entre si, que não podem ser consideradas independentemente umas das outras. Essas funções são parte de um complexo sistema de controlo de emissões, concebido para assegurar um sólido controlo de emissões, em diferentes condições de condução e ao longo do ciclo de vida de um veículo”, revela a fabricante.

De acordo com André Silveira, diretor de comunicação da Mercedes Portugal, “a ação de chamada abrange essencialmente os modelos Vito 1.6l Diesel (OM 622) e 2.2l Diesel (OM 651), bem como os modelos Classe C e GLC equipados com motor diesel de quatro cilindros. Alguns dos modelos pertencem a gerações anteriores que já não se encontram em comercialização”.

Os clientes serão informados por carta e, posteriormente, será marcada a visita à oficina. A atualização do software deve demorar cerca de uma hora, sendo que a marca da estrela garante que o “trabalho necessário para resolver este assunto será, naturalmente, realizado sem encargos para os clientes“.

Perguntas e respostas sobre o recall da Mercedes

 

Quantos veículos serão chamados às oficinas em Portugal?

Nesta altura ainda não temos informação final sobre as unidades que serão notificadas em Portugal.

Quais os veículos afetados?

A ação de chamada abrange essencialmente os modelos Vito 1.6l Diesel (OM 622) e 2.2l Diesel (OM 651), bem como os modelos Classe C e GLC equipados com motor diesel de quatro cilindros. Alguns dos modelos pertencem a gerações anteriores que já não se encontram em comercialização.

Quais as funções em causa?

Estão em causa funções incluídas nos nossos sistemas integrados de controlo de emissões. Nos nossos sistemas integrados de controlo de emissões existem várias centenas de funções interligadas entre si, que não podem ser consideradas independentemente umas das outras. Essas funções são parte de um complexo sistema de controlo de emissões, concebido para assegurar um sólido controlo de emissões, em diferentes condições de condução e ao longo do ciclo de vida de um veículo.

Quando irão realizar a ação de chamada?

A Daimler irá realizar as atualizações de software o mais rápido possível, após a aprovação da reprogramação pela KBA.

De que forma os clientes serão informados sobre a ação de chamada?

Informaremos os clientes por carta e solicitaremos a marcação de uma visita à oficina.

Qual o custo que os clientes terão de suportar com ação de chamada?

O trabalho necessário para resolver este assunto será, naturalmente, realizado sem encargos para os clientes, no âmbito desta ação de serviço implementada pela Daimler AG.

Quanto tempo irá demorar esta ação de serviço nos concessionários?

Prevemos que as medidas a implementar demorem cerca de uma hora a realizar.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Milhares de Mercedes vão ser chamados às oficinas portuguesas por causa das emissões. Saiba quais os modelos afetados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião