Mundial nas redes: Japão e Senegal, campeões das limpezas do Rússia 2018

  • Rita Frade
  • 20 Junho 2018

Japão e Senegal foram as equipas vencedoras dos jogos do Mundial desta terça-feira. Em vez de irem para casa no final do encontro, os adeptos destes dois países decidiram ficar e limpar os estádios.

Primeiro os japoneses, depois os senegalenses. Os adeptos do Japão e do Senegal decidiram limpar os estádios onde as respetivas equipas jogaram, após as vitórias na primeira ronda do Campeonato do Mundo de Futebol de 2018, que está a decorrer na Rússia.

No encontro frente à Colômbia, o Japão venceu por 2-1 e, tal como aconteceu no Mundial de 2014, no Brasil, os japoneses recusaram-se ir-se embora sem limpar o estádio, sobretudo, depois de serem o primeiro país asiático a derrotar uma equipa sul-americana num Campeonato do Mundo.

Equipados com grandes sacos, os adeptos do Japão percorreram, assim, as cadeiras do estádio para recolher todo o lixo que encontravam pelo caminho.

Scott McIntyre, jornalista de futebol sediado no Japão, disse à BBC que “não é só parte da cultura do futebol, mas parte da cultura japonesa“.

Algumas horas depois, os senegalenses repetem a proeza: depois de vencerem a Polónia (também por 2-1), decidem limpar o estádio, antes de se irem embora, em jeito de comemoração.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mundial nas redes: Japão e Senegal, campeões das limpezas do Rússia 2018

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião