Mundial nas redes: Japão e Senegal, campeões das limpezas do Rússia 2018

  • Rita Frade
  • 20 Junho 2018

Japão e Senegal foram as equipas vencedoras dos jogos do Mundial desta terça-feira. Em vez de irem para casa no final do encontro, os adeptos destes dois países decidiram ficar e limpar os estádios.

Primeiro os japoneses, depois os senegalenses. Os adeptos do Japão e do Senegal decidiram limpar os estádios onde as respetivas equipas jogaram, após as vitórias na primeira ronda do Campeonato do Mundo de Futebol de 2018, que está a decorrer na Rússia.

No encontro frente à Colômbia, o Japão venceu por 2-1 e, tal como aconteceu no Mundial de 2014, no Brasil, os japoneses recusaram-se ir-se embora sem limpar o estádio, sobretudo, depois de serem o primeiro país asiático a derrotar uma equipa sul-americana num Campeonato do Mundo.

Equipados com grandes sacos, os adeptos do Japão percorreram, assim, as cadeiras do estádio para recolher todo o lixo que encontravam pelo caminho.

Scott McIntyre, jornalista de futebol sediado no Japão, disse à BBC que “não é só parte da cultura do futebol, mas parte da cultura japonesa“.

Algumas horas depois, os senegalenses repetem a proeza: depois de vencerem a Polónia (também por 2-1), decidem limpar o estádio, antes de se irem embora, em jeito de comemoração.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mundial nas redes: Japão e Senegal, campeões das limpezas do Rússia 2018

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião