Se não conseguir ir à Web Summit, não desespere. Vai poder acompanhar todo o evento em podcast

  • ECO
  • 25 Junho 2018

A Web Summit fez uma parceria com a PodcastOne para criar episódios das talks da cimeira, tanto em direto como para rever edições passadas.

A Web Summit, um dos maiores encontros de empresas tecnológicas que se realiza na capital portuguesa, quer chegar a todos, mesmo os que não conseguirem marcar presença. Para isso, fez uma parceria com a PodcastOne, a plataforma de áudio digital suportada por publicidade, para disponibilizar algumas das talks, quer em direto quer para ouvir depois.

"Os 70.000 participantes do Web Summit demonstram a necessidade destes conteúdos que vão desde a tecnologia às finanças, startups, media e muito mais.”

Norman Pattiz

Chairman e CEO da PodcastOne

Os episódios serão divididos em seis categorias que incluem Business, Games e Tech. A parceria inclui também conteúdo das conferências tecnológicas do Web Summit: Collision, no Canadá, MoneyConf na Irlanda e RISE em Hong Kong. Os episódios estão disponíveis por streaming, e o download através do website e da app PodcastOne, e dos Apple Podcasts.

“Os 70.000 participantes do Web Summit demonstram a necessidade destes conteúdos que vão desde a tecnologia às finanças, startups, media e muito mais”, diz Norman Pattiz, CEO da PodcastOne. “Estamos entusiasmados por permitir que ainda mais pessoas em todo o mundo possam experienciar e serem inspiradas e informadas pelas apresentações produzidas pela equipa do Web Summit”, nota.

“Graças à nossa parceria com a PodcastOne, as vozes de alguns dos mais influentes pensadores e líderes do nosso tempo fica ao alcance dos nossos dedos”, diz em comunicado o CEO do Web Summit e co-fundador, Paddy Cosgrave. “Estar presente num evento do Web Summit é uma experiência como nenhuma outra e o nosso objetivo é partilhar esta experiência com o maior número possível de pessoas”, explica o CEO.

A Web Summit nasceu em 2010 na Irlanda, e veio em 2016 para Lisboa. Este ano a Web Summit vai realizar-se novamente na capital portuguesa, que já tem concorrência de outras cidades que também querem receber o evento. São esperadas 70 mil pessoas, de 170 países, e 1.200 oradores, incluindo líderes políticos, da área de desporto, moda e personalidades da música.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Se não conseguir ir à Web Summit, não desespere. Vai poder acompanhar todo o evento em podcast

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião