Rio a caminho de Luanda. Vai encontrar-se com João Lourenço antes de Costa

  • ECO
  • 27 Junho 2018

O líder do PSD está a caminho de Luanda, onde terá um encontro com o presidente angolano João Lourenço. A viagem acontece antes da ida de Costa. Assunção Cristas esteve em Angola em maio.

O presidente do PSD está a caminho de Luanda para uma viagem curta que inclui um encontro com o presidente de Angola, João Lourenço, avança o Diário de Notícias.

O diário adianta que a viagem termina na sexta-feira e que a acompanhar Rui Rio está o seu conselheiro em relações internacionais, Tiago Moreira de Sá.

A visita de António Costa a Angola acontecerá ainda este verão. A 14 de maio, o ministro português da Defesa, José Azeredo Lopes, foi recebido por João Loureço. À saída do encontro, o governante valorizou a amizade entre os dois países, que não é perturbada por “incidentes”.

Esta visita do líder do PSD acontece depois de a Procuradoria-Geral da República (PGR) ter transferido para aquele país o processo judicial que envolve o ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente. Esta segunda-feira, a PGR de Angola informou ter recebido a certidão digital integral do processo envolvendo o ex-vice-presidente angolano, mas só com a receção em formato papel poderá continuar diligências.

Em maio, o presidente do PSD afirmou que é “uma boa notícia para as relações entre Portugal e Angola” o envio do processo para Angola, mas “temos que ter consciência, ao longo de todo este processo, que há uma real separação de poderes em Portugal e, portanto, o poder político não podia fazer nada, nem devia fazer nada, relativamente a isto”.

Em maio, a líder do CDS, Assunção Cristas, foi a Angola onde teve encontros com vários dirigentes políticos mas não se encontrou com João Lourenço.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Rio a caminho de Luanda. Vai encontrar-se com João Lourenço antes de Costa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião