BCE publicará nova taxa de juro de referência ESTER em outubro de 2019

  • Lusa
  • 28 Junho 2018

A taxa ESTER, que é o acrónimo de Euro Short-Term Rate, complementa as taxas de referência que existem e que são produzidas pelo setor privado e servirá de taxa de apoio.

O Banco Central Europeu (BCE) informou, esta quinta-feira, que publicará em outubro de 2019 a nova taxa de juro de referência do euro sem garantias a um dia, que se chamará ESTER. A nova taxa vem substituir a Eonia, que é o índice médio da taxa de juro do euro a um dia atualmente. A metodologia para calcular esta nova taxa irá basear-se só em informação estatística do mercado monetário.

A entidade monetária europeia vai publicar, a partir desta quinta-feira, uma taxa ESTER anterior com atraso de tempo para facilitar aos mercados a adoção da nova taxa. Esta primeira publicação da taxa vai cobrir séries de dados para os períodos de manutenção de reservas desde 15 de março de 2017 e até 2 de maio de 2018. Como se trata de um teste, o BCE não vai publicá-la todos os dias, nem especifica com que frequência o fará.

A Eonia (Euro OverNight Index Average) não cumprirá os critérios da regulação de taxas de referência da União Europeia (UE) a partir de 2020, dado que muitos bancos deixaram de dar informação e a taxa é cada vez menos fiável. Esta é a taxa de juro de referência a um dia para o euro e é calculada a partir de operações reais no mercado interbancário, atuando o BCE como agente de cálculo designado pelo administrador. É utilizada como indicador de referência em muitos empréstimos a um dia e em transações com derivados.

A taxa ESTER, que é o acrónimo de Euro Short-Term Rate, complementa as taxas de referência que existem e que são produzidas pelo setor privado e servirá de taxa de apoio. O BCE é o administrador desta nova taxa de juro e tem a responsabilidade de a proporcionar.

A taxa ESTER reflete o custo dos empréstimos grossistas em euros sem garantias a um dia dos bancos da zona euro. Será publicada para cada dia laboral do sistema de pagamentos em tempo real TARGET2 e será calculada com base nas transações conduzidas e liquidadas no dia anterior. Será calculada com base nos dados facilitados por 52 bancos informadores e antes do final de 2018 será decidida a possível inclusão de mais bancos informadores.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

BCE publicará nova taxa de juro de referência ESTER em outubro de 2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião