China quer aliança com a UE para responder à guerra comercial de Trump

  • ECO
  • 3 Julho 2018

As autoridades chinesas propuseram o lançamento de uma ação conjunta entre a China e a União Europeia contra os Estados Unidos. A ideia não teve, contudo, acolhimento junto dos europeus.

A China está a propor à União Europeia a criação de uma aliança entre as duas potências económicas para responder à guerra comercial lançada pelos Estados Unidos. A notícia é avançada pela Reuters, que dá conta de que as autoridades chinesas propõem uma maior abertura do mercado chinês aos europeus.

Segundo a agência noticiosa, decorreram várias reuniões em Bruxelas, Berlim e Pequim, que envolveram o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, e o diplomata de topo do governo chinês, Wang Yi. Os dois terão proposto o lançamento, junto da Organização Mundial do Comércio, de uma ação conjunta entre a China e a União Europeia contra os Estados Unidos.

As autoridades europeias terão, contudo, rejeitado a ideia de uma aliança contra os norte-americanos. A cimeira China-União Europeia que está agendada para este mês deverá, assim, resultar apenas num comunicado conjunto onde as duas partes irão afirmar compromisso com um sistema de comércio “multilateral”, devendo ainda prometer criar um grupo de trabalho para modernização a Organização Mundial do Comércio.

Ainda assim, do lado da China mantém-se a intenção de reforçar alianças. Liu He terá dito que Pequim está pronto para indicar, já na cimeira deste mês, quais são os setores que poderão passar a estar abertos a investimento europeu.

Os meios de comunicação chineses estão mesmo a dar conta de que a China conta com o apoio da União Europeia para esta aliança, uma informação que não é confirmada pelas autoridades europeias. “A China quer que a União Europeia fique do lado de Pequim, contra Washington, que escolha lados. Não vamos fazer isso e dissemos-lhes isso”, referiu à Reuters um diplomata europeu.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

China quer aliança com a UE para responder à guerra comercial de Trump

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião