Professores em greve na primeira semana de outubro, promete a Fenprof

Durante uma manifestação, Mário Nogueira afirmou que os professores têm de "voltar em setembro com a força toda que tem sido usada até agora".

Os professores deverão fazer greve na primeira semana de outubro e no início de aulas, disse Mário Nogueira, citado pelo Correio da Manhã. O dirigente sindical da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) deixou ainda um aviso aos governantes da Educação e ao primeiro-ministro, advertindo que estes poderão ser abordados em locais públicos durante julho ou agosto. Em causa está a totalidade do tempo de serviço cumprido durante o período de congelamento das carreiras para efeitos de progressão.

Temos de voltar em setembro com a força toda que temos usado até agora. Vamos começar no primeiro dia de aulas e tudo faremos para que não haja aulas ao abrigo da lei sindical, não com greve, não com mais esforço financeiro, [mas] com plenários e reuniões no país inteiro, com a distribuição de um texto à população”, disse Mário Nogueira esta sexta-feira, durante uma manifestação.

Conforme avisou o sindicalista, a luta continuará na semana de 5 de outubro, Dia Mundial do Professor, “com uma semana de greve de segunda a quinta, porque sexta-feira é feriado“, ainda que o “modelo da greve ainda não esteja definido”. “Não estivemos ainda a ver se será greve de quatro dias para todos, ou se será outro modelo, mas essa é a semana decisiva na negociação entre os partidos e o Orçamento de Estado para 2019, porque aí tem de estar a verba para o primeiro momento da recuperação do tempo de serviço“, disse.

O encontro dos manifestantes tinha sido marcado para aguardar a chegada da secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, ao município de São Pedro do Sul, para assinatura de um protocolo, escreve o CM. No entanto, esta previu esta manifestação, uma atitude considerada “cobarde” por Mário Nogueira. “Pena é que tenhamos governantes que, como vemos esta sexta-feira, têm nos genes a cobardia política“, disse.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Professores em greve na primeira semana de outubro, promete a Fenprof

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião