ADSE vai limitar consultas pagas a 24 por ano

  • ECO
  • 20 Julho 2018

O subsistema de saúde dos funcionários públicos vai ter mais beneficiários. Ao mesmo tempo vai ter limites de despesa com consultas fora do sistema.

Os beneficiários da ADSE vão passar a ter um limite e 24 consultas por ano para recorrer a médicos sem acordo com o subsistema de saúde da Função Pública, avança o Público (acesso condicionado). Esta regra faz parte da nova tabela que entrará em vigor no início de setembro.

Será possível ultrapassar este limite nos casos em que haja justificação clínica, adianta o mesmo jornal diário. O objetivo deste limite é controlar a despesa e evitar abusos.

Segundo o Público, esta novidade foi apresentada esta quinta-feira numa reunião do Conselho Geral de Supervisão, que já contou com a presença da nova presidente da ADSE, Sofia Portela.

Em declarações ao Público, José Abraão, dirigente da Fesap, mostrou-se preocupado com os atrasos no diploma que alarga a ADSE a novos beneficiários. Está prevista a entrada para este subsistema de saúde de 64 mil novos beneficiários.

Comentários ({{ total }})

ADSE vai limitar consultas pagas a 24 por ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião