Investimento de 45 milhões transforma antigo DN em prédio de luxo. Preço dos apartamentos começa nos 430 mil euros

Adquirido há cerca de dois anos pela Avenue, o projeto vai arrancar em breve, onde serão construídos apartamentos de luxo, incluindo uma penthouse.

Um atrás do outro, os edifícios mais históricos e icónicos da cidade vão sendo convertidos em imóveis de luxo. É o caso do prédio onde esteve instalado o Diário de Notícias desde cerca de 1940 até ao final de 2016. Comprado nesse último ano pela promotora imobiliária Avenue, os cinco pisos vão agora dar lugar a 34 apartamentos de luxo e um espaço comercial no piso térreo. As obras arrancam no terceiro trimestre deste ano e os preços começam nos 560 mil euros.

Localizado na Avenida da Liberdade, o edifício 266 Liberdade vai sofrer obras de renovação, num projeto levado a cabo pela Avenue, que prevê um investimento total de 45 milhões de euros, tendo em conta que cerca de 20 milhões de euros foram pela sua aquisição. Como explicou Aniceto Viegas, diretor-geral, as fachadas serão preservadas, bem como o letreiro “Diário de Notícias”. “Tivemos de preservar diversos elementos, a arquitetura é um elemento muito forte neste projeto“, disse esta quarta-feira, explicando que o processo de licenciamento “não foi difícil, mas foi longo e moroso”.

No imóvel, os interiores vão ser renovados, preservando-se as escadas, os corrimões e os frescos de Almada Negreiros, sendo o espaço adaptado para habitação. O projeto contempla a criação de 34 apartamentos num conceito mais premium, cujas tipologias vão de T0 a T5, com áreas que variam entre os 45 e os 410 metros quadrados. Para além disso, o piso térreo vai ser um espaço comercial com 1.300 metros quadrados, somado a um parque de estacionamento privativo com 47 lugares.

No primeiro piso serão construídos oito apartamentos — quatro T0, dois T1 e dois T2 –, com áreas entre os 48 e os 159 m2. Um piso acima, haverá nove apartamentos — três T0, três T1, dois T2 e um T3 –, cujas áreas variam entre os 50 e os 182 m2. No terceiro piso, mais oito apartamentos — um T0, três T1, três T2 e um T3; somados a outras oito habitações no quarto piso — dois T0, dois T1, um T2 e dois T3. Por último, o quinto piso vai receber apenas um apartamento, que será uma espécie de penthouse, com 408 m2, que se juntam a mais 416 m2 de terraço.

Como explicou a promotora imobiliária, as habitações localizadas no núcleo central do edifício terão dimensões mais pequenas, tendo em conta que é uma zona com menos luz. Por sua vez, os T1 e T2 terão vista para a Rua Rodrigues Sampaio e uma “leitura mais contemporânea”. A penthouse estará direcionada para a mesma rua e contará com “características mais singulares”, nomeadamente dois terraços privativos, um deles coberto e com vista para a Avenida da Liberdade, quatro suítes e acesso por elevador independente.

No que diz respeito aos preços, Aniceto Viegas adiantou: os T0 arrancam nos 430 mil euros, os T1 nos 560 mil, os T2 começam 1,1 milhões de euros e os T3 nos 1,7 milhões. Relativamente ao T5, classificado pelo diretor-geral como “o apartamento mais especial”, ainda não há valores definidos, mas a Avenue vai “tentar encontrar um preço justo que possa corresponder à procura“. Contudo, ficou a ideia: “Poderá ser uma das casas mais caras de Lisboa”, referiu o responsável.

A Avenue está presente no mercado nacional há três anos e conta atualmente com oito imóveis em mãos. Finalizados estão três, quatro estão em curso e o mais recente investimento foi o EXEO Office Campus, um projeto de escritórios no Parque das Nações. O 266 Liberdade será comercializado dentro de poucos meses pela JLL e Porta da Frente | Christie’s, estando previsto as obras ficarem concluídas num prazo de 20 meses.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Investimento de 45 milhões transforma antigo DN em prédio de luxo. Preço dos apartamentos começa nos 430 mil euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião