Amorim sai definitivamente do capital do BPI. Encaixa 2,84 milhões de euros

  • Rita Atalaia
  • 27 Julho 2018

A Amorim – Sociedade Gestora de Participações Sociais vendeu as 1,96 milhões de ações que tinha no BPI. Com a saída do banco, encaixou 2,84 milhões de euros.

A Amorim – Sociedade Gestora de Participações Sociais saiu totalmente do BPI. A empresa vendeu as 1,96 milhões de ações que detinha do banco liderado por Pablo Forero, numa operação que permitiu encaixar 2,8 milhões de euros.

De acordo com o comunicado enviado pelo BPI à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, cada ação foi vendida a 1,45 euros — foram realizadas quatro operações distintas, mas todas concretizadas ao mesmo valor em bolsa. Ou seja, a Amorim – Sociedade Gestora de Participações Sociais encaixou 2.844.192,4 euros com esta operação.

Ao mesmo tempo que a Amorim saiu totalmente do capital da instituição financeira, sem anunciar quem foi o comprador das ações, o CaixaBank, dono do BPI, tem vindo a reforçar a sua participação no banco, detendo já praticamente 95% dos títulos.

O banco catalão já veio dizer, durante a apresentação das contas para os primeiros seis meses do ano — quando lucrou 1,29 mil milhões de euros à boleia do aumento das receitas com o negócio bancário –, que quer retirar a entidade da bolsa de Lisboa até ao final do ano. 

Esta intenção já tinha sido expressada pelo presidente Pablo Forero na apresentação dos resultados para o primeiro semestre, quando o BPI passou de prejuízos a lucros de 366,1 milhões de euros. Uma recuperação que se justifica não só pela venda de ativos, mas também pela melhoria da atividade em Portugal e Angola.

(Notícia atualizada às 20h27 com mais informação)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Amorim sai definitivamente do capital do BPI. Encaixa 2,84 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião