Daisie por Maisie. Atriz de Guerra dos Tronos lança app para ajudar artistas a vingar

O projeto é lançado mundialmente a 1 de agosto. Os criadores podem inscrever-se através da app ou do site.

Cinema, música, fotografia, escrita. Vem aí uma nova plataforma que vai ajudar os artistas na guerra pela visibilidade. Maisie Williams, mais conhecida por interpretar Arya na série Guerra dos Tronos, vai lançar uma aplicação onde os artistas e criativos podem expor o seu trabalho e colaborar com outros profissionais.

Daisie, que vai ficar disponível globalmente a 1 de agosto, será uma espécie de LinkedIn para artistas, com um pouco de Instagram à mistura. A aplicação segue os moldes de uma rede social mas com algumas diferenças: por exemplo, não contabiliza os seguidores.

A plataforma, que sai também no formato website, será uma espécie de “currículo online ou portefólio de trabalho”, onde os artistas “podem deixar a arte falar por eles”, diz a atriz ao TechCrunch (acesso livre/conteúdo em inglês).

A startup foi fundada por Maisie Williams em conjunto com o produtor Dom Santry. É já o segundo projeto do par, depois da formação da produtora Daisy Chain Productions, de onde vem a inspiração para o nome da nova rede. No entanto, pelo menos nos primeiros seis meses não haverá ligações entre a produtora dos fundadores e Daisie.

Quando for lançada, a plataforma terá assegurado os conteúdos de 100 criadores. A rentabilidade de Daisie vai recair num programa opcional pago, que dá aos utilizadores acesso a mais funcionalidades, como um indicador para os outros utilizadores de que está à procura de trabalho. A aplicação e o site não vão ter anúncios.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Daisie por Maisie. Atriz de Guerra dos Tronos lança app para ajudar artistas a vingar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião