TVI chega a acordo com Eleven Sports para transmitir jogos da Liga dos Campeões

  • ECO
  • 1 Agosto 2018

A estação de Queluz de Baixo chegou a acordo com a Eleven Sports e a Nowo para transmitir, em canal aberto, os jogos da Liga dos Campeões, tal como o ECO avançou em primeira mão.

A TVI anunciou esta quarta-feira o acordo formal com a Eleven Sports e a Nowo para a transmissão em exclusivo dos jogos da Liga dos Campeões, avança o Observador, tal como tinha noticiado o ECO há dias. Incluídos no acordo estão os jogos das equipas nacionais, para além de um jogo por jornada das formações nacionais na fase de grupos, a final da prova e ainda a final da Supertaça Europeia entre Real Madrid e Atlético de Madrid.

Para a TVI, este acordo significa muito, é a volta da Liga dos Campeões à TVI, três anos depois“, afirmou Bruno Santos, diretor geral da TVI, citado pelo Observador. O responsável diz-me “muito satisfeito”, justificando que o canal de Queluz de Baixo “combina muito bem com a Liga dos Campeões, porque sabe bem o que os fãs querem”.

Bruno Santos deixa no ar a promessa de uma cobertura exaustiva, e dois desejos para as equipas portuguesas: “Quando a TVI se propõe fazer uma parceria como estas, dá-se de corpo e alma. Todas as caras, espaços e recantos vão estar a falar de Liga dos Campeões. Na próxima semana, independentemente do nosso clube, vamos passar a ser benfiquistas. Na fase de grupos, vamos querer que o Porto caia no grupo da Juventus, para termos o Ronaldo na TVI“.

Contudo, por enquanto, os conteúdos estarão disponíveis apenas na Nowo, mas o responsável de marketing assegura que o acordo está prestes a ser concluído: “Acreditamos que este produto precisa de estar em todo o lado. Estamos a negociar há um mês, foram-nos pedidas algumas coisas pelas outras operadoras e acreditamos que o sinal vai estar disponível para todos. Só falta fechar alguns pontos“. “Não depende de nós, estamos numa corrida contra o tempo para que no dia 15 os conteúdos já estejam disponíveis em todas as operadoras. É esse o nosso compromisso”, completou Jorge Rodrigues.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

TVI chega a acordo com Eleven Sports para transmitir jogos da Liga dos Campeões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião