5 coisas que vão marcar o dia

Dados do crédito ao consumo disponibilizado pelos bancos e financeiras, números sobre o comércio internacional na União Europeia e Zona Euro e sobre o mercado de trabalho nos EUA vão marcar o dia.

Em pleno meio do mês de agosto em que muitos investidores e decisores estão a banhos são poucos os eventos de grande relevo a acontecer, mas há indicadores relevantes que continuam a ser divulgados. É o que acontece com os dados do crédito ao consumo disponibilizado em conjunto pelos bancos e financeiras relativo a junho, mas também os números sobre o comércio internacional na União Europeia e Zona Euro. Do outro lado do Atlântico, serão conhecidos dados sobre o desemprego.

Automóvel: continua a ser o motor do crédito ao consumo?

Depois de na passada terça-feira ter sido conhecido que o crédito ao consumo disponibilizado pelos bancos continua a crescer a um ritmo acelerado, chega a vez de somar os empréstimos das financeiras de modo a fazer um balanço do primeiro semestre do ano. Os dados que são divulgados pelo Banco de Portugal permitem também desagregar a concessão por finalidades, o que permite avaliar qual a que mais contribuiu para a subida do crédito ao consumo. Será que o automóvel continua e os outros créditos pessoais continuam a ser as finalidades onde a concessão mais cresce.

Como se posiciona Portugal no ranking europeu do comércio internacional

Esta quinta-feira, o Eurostat divulga as estatísticas do comércio internacional da União Europeia e Zona Euro relativas a junho. Estes dados permitem saber em que lugar do ranking, Portugal ficou neste indicador, isto depois de na passada semana o INE ter divulgado que as exportações portuguesas cresceram menos do que as importações no primeiro semestre deste ano. As exportações de bens feitas por Portugal aumentaram mais de 6% nos primeiros seis meses deste ano, um valor que, ainda assim, ficou aquém da evolução das importações, que cresceram mais de 8% naquele período.

Como vai o emprego nos EUA?

O mercado de trabalho tem apresentado uma evolução favorável nos EUA, sinal da robustez do crescimento da maior economia do mundo. Os números do desemprego refletem isso mesmo. Em julho, a taxa de desemprego baixou uma décima para 3,9%. Esta quinta-feira, será possível perceber se esta evolução está a ter continuidade em agosto, com a divulgação dos dados sobre os pedidos iniciais de subsídio de desemprego. De acordo com uma sondagem da Reuters, os economistas esperam que na semana passada 215 mil pessoas tenham avançado com esse pedido, acima dos 213 registados na semana anterior.

“Guerra editorial” contra ataques de Trump aos media

O diário norte-americano The Boston Globe, jornal de referência nos EUA e várias vezes vencedor de prémios Pulitzer, apelou aos jornais de todo o país para publicarem a 16 de agosto editoriais a denunciar o que apelida de “guerra suja contra a liberdade de imprensa”, com o objetivo de tomarem uma posição independentemente da sua orientação política e de geralmente publicarem editoriais, ou não, contra ou a favor das políticas da Administração Trump. O Presidente dos EUA frequentemente caracteriza a imprensa como fake news (notícias falsas, na tradução em português) e os jornalistas como os seus verdadeiros oponentes políticos.

Início da campanha eleitoral no Brasil

O prazo para a entrega do registo das candidaturas à eleições presidenciais do Brasil de 7 de outubro terminaram na quarta-feira e, a partir de hoje, os candidatos podem começar a fazer campanha, seja através da organização de comícios, propaganda na internet, ou caravanas com altifalantes. Já o tempo de antena nas televisões e nas rádios só começa a 31 de agosto. Os candidatos são: Alvaro Dias (Podemos); Cabo Daciolo (Patriota); Ciro Gomes (PDT); Geraldo Alckmin (PSDB); Guilherme Boulos (PSOL); Henrique Meirelles (MDB); Jair Bolsonaro (PSL); João Amoêdo (Novo); João Goulart Filho (PPL); José Maria Eymael (DC); Luiz Inácio Lula da Silva (PT); Manuela D’Ávila (PCdoB); Marina Silva (Rede) e Vera Lúcia (PSTU). A segunda volta das eleições está agendada para 28 de outubro

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião