China devolve otimismo a investidores e ajuda Wall Street

  • Marta Santos Silva
  • 16 Agosto 2018

Entre os resultados positivos apresentados por várias empresas e a promessa de negociações comerciais entre os EUA e a China, os investidores animaram-se e Nova Iorque abriu a ganhar.

A bolsa de Nova Iorque começou esta quinta-feira com ganhos, com a ajuda de resultados positivos de empresas como a gigante retalhista Walmart, e também da promessa chinesa de retomar as negociações comerciais com os Estados Unidos.

O índice de referência S&P 500 abriu a subir 0,46% para 2.831,44 pontos, enquanto o índice tecnológicos 0,68% para 7.826,95 pontos. O índice industrial Dow Jones ficou a ganhar 0,53%, para 25.294,97 pontos, embora pouco depois da campainha de abertura já avançasse para ganhar 1,17%.

A Walmart foi uma das empresas gigantes cujos resultados — que mostram as vendas a crescer ao maior ritmo na última década — ajudaram a dar força aos índices de Wall Street, assim como a Cisco, cujas previsões de vendas para o primeiro trimestre superaram as expectativas.

Após mais uma sessão, esta quarta-feira, em que os receios relacionados com uma guerra comercial mais intensa pressionaram os títulos norte-americanos, esta quinta-feira parece já haver alguma recuperação graças a uma promessa de retoma de negociações comerciais entre os EUA e a China. Antes do final de agosto, um vice-ministro chinês do Comércio deverá deslocar-se aos Estados Unidos para encetar discussões com um grupo norte-americano do Departamento do Tesouro.

“Os mercados estão à procura de uma recuperação após as vendas de quarta-feira com a notícia de que os EUA e a China vão retomar negociações”, disse o analista Peter Cardillo, da Spartan Capital Securities, à Reuters. “Uma expectativa de um acordo serviria para aliviar os receios de uma guerra comercial, e os mercados poderiam concentrar-se nos indicadores económicos e nos resultados”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

China devolve otimismo a investidores e ajuda Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião