Dois meses depois, Portugal volta ao mercado de dívida de longo prazo. Quer mil milhões

O IGCP está de volta ao mercado. A agência que gere a dívida pública anunciou que vai fazer um duplo leilão de dívida de longo prazo na próxima semana. Quer até mil milhões.

Portugal vai voltar ao mercado de dívida na próxima semana. Dois meses depois do último leilão de títulos de longo prazo, a agência que gere a dívida pública anunciou um duplo leilão com o qual pretende obter até mil milhões de euros.

“O IGCP vai realizar no próximo dia 12 de setembro pelas 10h30 horas dois leilões das obrigações do Tesouro com maturidade em 25 de outubro de 2023 e 17 de outubro de 2028”, refere o IGCP. Ou seja, dívida a cinco e dez anos.

A agência liderada por Cristina Casalinho quer obter entre 750 e 1.000 milhões de euros com estas obrigações, numa altura em que os juros têm vindo a subir no mercado secundário por causa da tensão em Itália. A taxa a cinco anos está a 0,675%, chegando a 1,9% a dez anos.

A última vez que Portugal realizou uma emissão de longo prazo foi a 11 de julho, quando colocou 950 milhões de euros em títulos com maturidade a dez e 16 anos. Desde então, houve mais um leilão, a 15 de agosto, mas de curto prazo.

Esta “interrupção” no financiamento junto dos mercados é habitual nesta época do ano. O período do verão tende a afastar investidores do mercado, havendo assim menor procura.

Tendo em conta que este terceiro trimestre é marcado pelas férias, a agência liderada por Cristina Casalinho agenda poucas operações, focando o financiamento na primeira metade do ano.

(Notícia atualizada às 13h34 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Dois meses depois, Portugal volta ao mercado de dívida de longo prazo. Quer mil milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião