“Nunca fiz mal a ninguém”, diz Bolsonaro após o ataque

Num vídeo gravado ainda na cama do hospital, o candidato presidencial recorda o momento em que foi atacado com uma faca. Filhos dizem que pai "está mais forte do que nunca".

O candidato à presidência do Brasil falou pela primeira vez desde que sofreu um atentado durante uma campanha esta quinta-feira. Num vídeo, divulgado pelo jornal O Dia, Jair Bolsonaro recorda o que sentiu no momento do ataque, afirmando: “nunca fiz mal a ninguém”. Flavio Bolsonaro, o filho, já adiantou que o pai será transferido para o hospital Israelita Albert Einstein.

“Estava muito preocupado porque parecia uma pancada na boca do estômago. (…) A dor era insuportável e parecia que tinha algo mais grave a acontecer”, começa por dizer o candidato, num vídeo gravado ainda na cama do hospital. Jair continua, dizendo que estava preparado “para um momento como estes, porque se correm riscos”. “Como é que o ser humano é tão mau assim? Eu nunca fiz mal a ninguém“, afirmou.

A mensagem foi filmada pelo senador Magno Malta, do Partido da República-Espírito Santo, na UTI da Santa Casa da Misericórdia de Juiz de Fora, Minas Gerais. Bolsonaro terminou a agradecer à “equipa maravilhosa, abençoada por Deus, que evitou que um maior [ataque] acontecesse”. O candidato foi submetido a uma cirurgia, bem-sucedida.

Os filhos de Bolsonaro já se manifestaram nas redes sociais: Flavio Bolsonaro publicou na hora uma atualização no Twitter sobre o estado de saúde do pai, adiantando que os golpes desferido com uma faca atingiram o fígado, pulmão e intestino. Porém, há poucas horas, publicou uma fotografia de Jair Bolsonaro na cama do hospital, dizendo que este se encontra “mais forte do que nunca e pronto para ser eleito presidente“.

Também o irmão, Eduardo Bolsonaro, falou na mesma rede social sobre o pai, afirmando que se encontra “estável” e que será transferido para o Hospital Israelita Albert Einstein.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o candidato de extrema-direita era carregado por apoiantes no centro da cidade quando foi atingido por um homem com uma faca, tendo sido depois retirado do local. Os vídeos feitos no local mostram como tudo se passou. Segundo o jornal Gazeta do Povo, o hospital confirmou que Bolsonaro sofreu uma lesão hepática grave, passou por um ultrassom e foi encaminhado para o centro cirúrgico.

O autor do ataque já foi identificado como sendo Adelio Bispo de Oliveira, um homem de 40 anos que, antes de ser detido, sofreu várias agressões dos apoiantes de Bolsonaro. De acordo com o comandante do 2.º Batalhão da Polícia Militar de Juiz de Fora, o tenente-coronel Marco Antônio Rodrigues de Oliveira, citado pelo G1, disse que o suspeito “alegou que tentou ferir o candidato Jair Bolsonaro por ter divergências de ideias e pensamentos com ele”. “Ele não tem nenhuma filiação partidária. Falou que [foi] uma questão pessoal dele”, acrescentou o comandante.

(Notícia atualizada às 12h16 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

“Nunca fiz mal a ninguém”, diz Bolsonaro após o ataque

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião