Florence puxa pela Galp Energia. EDP baixa do preço da OPA

O Florence fez disparar os preços do petróleo nos mercados internacionais. A Galp Energia apanhou boleia do furacão, puxando pela bolsa. A EDP, pelo contrário, caiu pela 10.ª sessão.

Lisboa acompanhou a tendência positiva da Europa. Foi impulsionada pela Galp Energia, que beneficiou dos máximos do petróleo, enquanto aEDP impediu ganhos mais expressivos do PSI-20 ao recuar pela 10.ºsessão consecutiva. Chegou a cotar abaixo da contrapartida da OPA da China ThreeGorges.

O PSI-20, índice de referência nacional, terminou a sessão a subir 0,71% para os 5.307,07 pontos. Das 18 cotadas que o compõem, 11 encerraram a subir, e sete a desvalorizar.

A Galp Energia destacou-se ao valorizar 2,32% para os 16,78 euros, num momento em que o barril de Brent superou a fasquia dos 80 dólares. O furacão Florence segue em direção às plataformas petrolíferas norte-americanas, fazendo aumentar os receios dos investidores quanto a uma interrupção na produção da matéria-prima.

A Navigator liderou os ganhos, ao somar 3,68% nesta sessão para os 4,28 euros. A papeleira portuguesa vai subir os preços do papel na Europa a partir de Outubro. A Semapa, empresa que detém a papeleira, também valorizou 1,70% para os 17,92 euros.

Já no vermelho ficou o BCP, que caiu 1,91% para os 24 cêntimos. As energéticas também terminaram com perdas, nomeadamente a EDP Renováveis, a EDP e a REN. A empresa liderada por António Mexia perdeu 0,31% para os 3,265 euros, recuando pela 10.ª sessão consecutiva.

As ações da EDP chegaram a cotar abaixo do valor da contrapartida apresentada pela China Three Gorges, de 3,26 euros. Os receios de que a OPA acabe por cair levaram os títulos a negociar nos 3,217 euros, após uma queda de mais de 1%.

A Pharol, que chegou a registar perdas superiores a 4% perante os prejuízos de 2,8 milhões de euros registados no primeiro semestre do ano, acabou a sessão a cair 0,42% para 18,78 cêntimos.

As praças europeias terminaram na generalidade no verde, depois do discurso do Estado da União de Juncker, onde o presidente anunciou que vai apresentar medidas para o fortalecimento do euro. O índice de referência europeu Stoxx 600 subiu 0,44%, e o francês CAC 40 somou 0,98%.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Florence puxa pela Galp Energia. EDP baixa do preço da OPA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião