Joana Marques Vidal deve ser reconduzida como PGR

  • ECO
  • 15 Setembro 2018

Joana Marques Vidal deverá ser reconduzida no mandato. Anúncio deverá ser feito depois da viagem do primeiro-ministro a Angola e depois de a ministra da Justiça ouvir os partidos.

A Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, deverá ser reconduzida no cargo, uma decisão que terá sido acordada entre o primeiro-ministro e o Presidente da República, avança o Expresso (acesso condicionado) na edição deste sábado.

O mandato de Joana Marques Vidal termina em outubro. Na semana passada, o mesmo semanário adiantava que António Costa não queria comprar uma guerra com Marcelo Rebelo de Sousa por este motivo, sinalizando assim que podiam estar a ser criadas as condições para este desfecho.

O jornal adianta hoje que o processo tem sido trabalhado entre o chefe do Governo e o chefe de Estado e que a recondução de Marques Vidal “está na calha”.

No entanto, o anúncio da recondução acontecerá apenas depois do regresso de António Costa da viagem a Angola, marcada para a próxima segunda e terça-feira, e após a audição dos partidos com assento parlamentar por parte da ministra da Justiça.

Francisca Van Dunem defendeu, a 9 de janeiro, que o mandato da PGR é “longo e único”, sinalizando a não recondução de Joana Marques Vidal à frente do Ministério Público. António Costa garantiu que esta era uma opinião pessoal da ministra.

Comentários ({{ total }})

Joana Marques Vidal deve ser reconduzida como PGR

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião