Apple vende os novos iPhones Xs a partir de 1.179 euros. Mas quanto custa à marca da maçã fazer um?

Peça a peça, quanto custa à Apple fabricar cada novo iPhone? A TechInsights desmontou os Xs e Xs Max. Feitas as contas, o valor total dos componentes é muito inferior aos mais de 1.000 euros pedidos.

São os modelos mais caros alguma vez produzidos pela Apple mas, mesmo assim, são sempre muitos os que fazem fila para comprar os novos iPhone. Por cá, os preços arrancam nos 1.179 euros mas, para a empresa fundada por Steve Jobs, os custos de produção são bastante inferiores. Quanto? Peça a peça, a fatura não vai além das três centenas de euros.

Comprar o novo iPhone Xs pode custar, no mínimo, 1.179 euros, em Portugal. O valor aumenta para 1.349 euros se a memória for maior (256 GB) e para 1.579 euros (512 GB). Mas, para a marca, produzir um destes novos modelos fica bastante mais barato, conclui a TechInsights, uma empresa que desmonta smartphones para analisar as peças e estimar os custos.

Analisando os componentes, as maiores despesas que a Apple tem são com o display, que custa 65,70 euros (considerando a taxa de câmbio atual entre o euro e o dólar), o processador (56,3 euros) e a parte mecânica (38,9 euros). A bateria acaba por ser o mais barato, com um custo de 5,5 euros. No total, para construir o modelo Xs com 256 GB, a marca gasta 395,44 dólares (336,20 euros).

Sem considerar os custos de desenvolvimento, da produção em si, mas também do software, a Apple vende este novo iPhone por um valor quase quatro vezes superior. E a conclusão não difere muito no caso do Xs Max.

No modelo com um ecrã maior, a maioria dos componentes são mais caros. Segundo a TechInsights, o display custa 68,4 euros, o processador 61,2 euros e a parte mecânica está avaliada em 49,3 euros. Também neste modelo, a bateria é o mais barato, com um custo de 7,7 euros.

Feitas as contas, produzir o iPhone Xs Max (256 GB) custa à Apple 443 dólares (367,7 euros). O telemóvel está à venda em Portugal por 1.279 euros (64 GB), 1.449 euros (256 GB) e 1.679 euros (512 GB).

Custos dos componentes dos iPhone Xs e Xs Max

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Apple vende os novos iPhones Xs a partir de 1.179 euros. Mas quanto custa à marca da maçã fazer um?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião