Quedas de Facebook e Tesla travam ganhos em Wall Street. S&P 500 tem melhor desempenho trimestral desde 2013

A Intel e o setor das utilities destacaram-se nos ganhos em Wall Street, mas uma nova falha de segurança no Facebook levou a uma queda nas ações que impediu ganhos mais expressivos.

A bolsa de Nova Iorque fechou esta sexta-feira a última sessão do terceiro trimestre do ano, com o principal índice a atingir máximos trimestrais de quase cinco anos. Os receios pelo novo orçamento despesista da Itália já tinham sido ofuscados pelos ganhos da Intel e do setor dos serviços públicos, mas o Facebook, novamente alvo de de um ataque informático, e a Tesla a braços com um processo de fraude na bolsa, impediram ganhos maiores.

O principal índice de referência, S&P 500, registou o melhor desempenho trimestral desde o final de 2013. Já para a sessão desta sexta-feira, terminou quase inalterado, ao perder alguns pontos que percentualmente se traduzem numa queda de 0,002%, para 2.913,93 pontos. O tecnológico Nasdaq conseguiu terminar no verde, e subiu 0,06% para os 8.047 pontos, bem como o industrial Dow Jones, que somou 0,07% para os 26.458,17 pontos.

A fabricante de chips Intel destacou-se nos ganhos, ao subir 3,07% para os 47,29 dólares. Isto depois da empresa ter garantido que vai conseguir satisfazer a procura do mercado, já que decidiu aumentar a produção de chips para computadores. A Intel conseguiu assim acalmar os receios de que a sua rival mais direta, a AMD, estava a ganhar quota de mercado dada a incapacidade de satisfazer as encomendas.

Mas a historia da sessão são as quedas do Facebook e da Tesla que impediram ganhos mais expressivos dos índices. A empresa fundada por Mark Zuckerberg deslizou 2,59% para 164,46 dólares, no dia em que revelaram uma nova falha de segurança na rede social, que expôs contas de 50 milhões de utilizadores.

Muito mais expressivo foi o trambolhão da Tesla — 13,90% para 264,77 dólares, isto depois de o regulador do mercado norte-americano processar o CEO, Elon Musk, por fraude. Na origem da medida está um tweet do CEO, no qual admitia tirar a Tesla de bolsa com um prémio de mais de 20%.

A Farfetch, plataforma de luxo fundada por José Neves, terminou com perdas de 0,11% para 27,23 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quedas de Facebook e Tesla travam ganhos em Wall Street. S&P 500 tem melhor desempenho trimestral desde 2013

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião