Um em cada quatro americanos apagou o Facebook do telemóvel

Após o escândalo Cambridge Analytica, vários utilizadores americanos tomaram medidas contra o uso da rede social. 26% optou mesmo por desinstalar a aplicação.

As consequências do caso Cambridge Analytica continuam a ser muitas para o Facebook. De acordo com uma pesquisa, após esse escândalo, os utilizadores da rede social adotaram várias medidas para reduzir a utilização da aplicação, sendo que 26% dos inquiridos acabaram mesmo por desinstalá-la do smartphone, avança o Business Insider (conteúdo em inglês).

O Pew Research Center entrevistou mais de 4.500 utilizadores americanos após o escândalo do uso indevido de dados, concluindo que 54% ajustou as configurações de privacidade, enquanto 42% fez uma pausa na utilização do Facebook durante várias semanas. O mais surpreendente é que mais de um em cada quatro americanos (26%) acabou mesmo por excluir a aplicação.

Para além destes resultados, a pesquisa divulgada esta quarta-feira mostrou ainda que a cobertura noticiosa que tem sido feita pode afetar ainda mais a empresa fundada por Mark Zuckerberg.

A rede social esteve no centro de uma polémica internacional com a empresa Cambridge Analytica, acusada de ter recuperado dados de milhões de utilizadores sem o seu consentimento, com o objetivo de elaborar um programa informático destinado a influenciar o voto dos eleitores, favorecendo a campanha de Donald Trump.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Um em cada quatro americanos apagou o Facebook do telemóvel

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião