Wanderlust: um festival de bem-estar no regresso ao trabalho

Evento de yoga e lifestyle nasceu nos Estados Unidos há dez anos e chegou à Europa há apenas um ano. No velho continente, já acontece em 17 cidades.

Wanderlust 108 é um evento de yoga e lifestyle.D.R.

A primeira vez que Nuno Silva Carvalho ouviu falar do Wanderlust estava fora do país. Em 2007, o português tinha saído de Portugal para se aventurar na organização de eventos pelo mundo. Passou por Nova Iorque, Miami, Londres e Paris e foi, depois, responsável pelo I Love Kuduro, um festival dedicado ao estilo de música com o mesmo nome, em Luanda. E, finalmente, voltou a Portugal.

A ideia de produzir o Wanderlust na sua versão de Lisboa surgiu de um convite de uns amigos e o festival estreou-se na capital portuguesa em 2017. Esgotou. Agora, pelo segundo ano consecutivo, Portugal recebe o Wanderlust, desta feita em versão 108, de apenas um dia.

Mas, a que se deve o sucesso do Wanderlust? Nuno Silva Carvalho garante que é tudo uma questão de energia e em nada se resume a “apenas yoga”.

“As pessoas andam à procura de uma vida mais mindfullness, que prove que as horas do dia podem ser geridas de melhor forma”, conta, em entrevista ao ECO. Organizado pela Soma Lisboa, o Wanderlust veio reforçar a carteira de eventos da empresa mas, também, a sua criatividade. É que, em matéria de marcas que apoiaram o festival, se no primeiro ano foram cerca de 20, no segundo já ultrapassam as 30.

“A Soma Lisboa não faz só isto, mas também não se trata de um passatempo. É mais um projeto”, conta Nuno Silva Carvalho, em entrevista ao ECO.

E se a sua criação data de 2008, nos Estados Unidos, em apenas um ano — data em que entrou no mercado europeu — o festival já se realiza em 17 cidades do velho continente. Do público total da primeira edição em Portugal, 93% dos 2250 participantes eram mulheres. Este ano, a organização espera cerca de 3500 pessoas.

Os bilhetes para o Wanderlust estão à venda online. Os preços variam entre os 30 e os 82,50 euros (tapete Adidas, Picnic Lunch Celeiro — Wanderbowl + sumo de frutas, dorsal, badana, t-shirt Adidas e goodie bag).

No programa, incluem-se ações que promovem o estilo de vida saudável e o bem-estar. “Para além das componentes de Yoga, Mindfulness e Corrida que compõe o triatlo, integra vários espaços dedicados a talks, palestras e workshops, que na primeira edição contaram com nomes como Filipa Veiga, Rute Caldeira, Chef Nuno Queiroz Ribeiro, nutricionista Ana Bravo e que este ano estão de volta entre outros nomes e também internacionais, que é o caso da Grace Dubery e da brasileira Aline Fernandes”, explica o festival em comunicado.

Entre os destaques desta edição estão nomes como Grace Dubery, Aline Fernandes, Manu Rodrigues e Rute Caldeira, e o speaker internacional Tiger Singleton.

Comentários ({{ total }})

Wanderlust: um festival de bem-estar no regresso ao trabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião