Arthur Ashkin, Gerárd Mourou e Donna Strickland vencem Nobel da Física

  • ECO e Lusa
  • 2 Outubro 2018

Arthur Ashkin, Gerárd Mourou e Donna Strickland foram os três investigadores distinguidos com o prémio Nobel da Física 2018 pelos seus trabalhos na física dos lasers.

O prémio Nobel da Física 2018 foi esta terça-feira atribuído ao norte-americano Arthur Ashkin, ao francês Gérard Mourou e à canadiana Donna Strickland, graças às suas invenções no campo da física do laser.

O prémio Nobel da Física, com um valor pecuniário de nove milhões de coroas (870 mil euros), é o segundo destes galardões a ser anunciado, seguindo-se, nos próximos dias, os da química, da paz e da economia. Metade do valor do prémio foi atribuído a Ashkin e a outra é dividida por Mourou e Strickland. Estes dois investigadores abriram caminho, em 1985, à criação dos impulsos de lazer de alta intensidade, os mais curtos e mais intensos alguma vez criados. Estes impulsos são hoje utilizados em aplicações industriais e médicas, nomeadamente nos milhões de cirurgias corretivas que são feitas aos olhos todos os anos.

Gérard Mourou recebeu um financiamento comunitário no âmbito do programa de apoio à investigação e desenvolvimento antecessor do Horizonte 2020. O pioneiro dos lasers ultrarrápidos recebeu um apoio de meio milhão de euros, entre 2012 e 2015, pelo projeto International Coherent Amplification Network. O objetivo era o desenvolvimento de um novo sistema de lazer composto por milhares de fibras de lazer. Este sistema pode transformar o lixo nuclear que persiste ao longo de milhares de anos em materiais com uma esperança média de vida muito mais reduzida, ajudando assim a gerir o problema de gestão do lixo nuclear.

Na passada segunda-feira, o Nobel da Medicina foi atribuído ao norte-americano James P. Allison e ao japonês Tasuku Honjo pelas suas descobertas sobre o papel do sistema imunitário no tratamento do cancro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Arthur Ashkin, Gerárd Mourou e Donna Strickland vencem Nobel da Física

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião