Altice International Innovation Award: já se sabe quem vai avaliar os nove finalistas

Foram escolhidos seis finalistas da categoria de Startups, e três da Academia, projetos de alunos de mestrado ou doutoramento. Alexandre Fonseca e António Bob Santos fazem parte do júri.

Já são conhecidos o júri e os finalistas para uma iniciativa da empresa de telecomunicações Altice que premeia inovação. O Altice International Innovation Award recebeu 82 candidaturas, e daí foram escolhidos os nove melhores trabalhos. Simon Schaefer, da Startup Portugal, e António Bob Santos são alguns dos profissionais do júri.

Dos nove finalistas escolhidos pelo júri, seis são da categoria “Startups” e três de “Academia”. Estes incluem projetos como uma app para a descoberta lúdica da cidade, uma solução de carregamento de veículos elétricos, ou a capacidade de broadcast de vídeo HD através também do smartphone. Estas ideias vão ser defendidas na reta final da iniciativa.

O vencedor da categoria “Startups” vai receber um prémio de 50 mil euros e a possibilidade de concretização de um piloto com o grupo Altice, com a duração mínima de seis meses. Já o prémio para o melhor projeto entre os finalistas de mestrado ou doutoramento, da categoria “Academia”, é de 25 mil euros. A ANI também vai atribuir, pelo segundo ano, a distinção Born from Knowledge Awards, no valor de cinco mil euros, a um dos finalistas portugueses, entre ambas as categorias. Os vencedores são conhecidos no dia 10 de outubro de 2018.

O Grande Júri é composto por Alexandre Fonseca, CEO da Altice Portugal; Alcino Lavrador, Diretor da Altice Labs; António Bob Santos, Administrador da Agência Nacional de Inovação (ANI); Céline Abecassis-Moedas, Professora Associada e Diretora Académica do Centro de Inovação Tecnológica & Empreendedorismo da Universidade Católica Portuguesa; Pedro Oliveira, Diretor da Exame Informática; Simon Schaefer, Presidente da Startup Portugal; Paulo Jorge Ferreira, Reitor da Universidade de Aveiro; François Vauthier, CFO da Altice France; Mirna Eusebio, SVP Product Management & Marketing of Altice USA; e Xavier Darche, Senior VP Engineering of Altice.

Para Alexandre Fonseca, citado em comunicado, esta iniciativa é uma “evidência sólida da valorização da inovação como prioridade estratégica, não só para o desenvolvimento de um ecossistema de stakeholders fundamentais, mas também para o do próprio país, cujas economia e capacidade competitiva dependem diretamente do investimento em inovação tecnológica”.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Altice International Innovation Award: já se sabe quem vai avaliar os nove finalistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião