IVA dos espetáculos vai descer para os 6% em 2019

  • Marta Santos Silva
  • 13 Outubro 2018

Uma das principais reivindicações do setor cultural vai ter resposta no Orçamento do Estado, com uma queda dos 13% para os 6% no IVA dos espetáculos, anunciou Mariana Mortágua.

O IVA dos espetáculos vai ser reduzido para os 6%, desde os 13%, no Orçamento do Estado para 2019, anunciou este sábado a deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua numa conferência de imprensa transmitida pela RTP 3.

“É um incentivo importante para as artes do espetáculo e cultura”, referiu Mortágua, sublinhando no entanto que a redução do IVA para 6% não irá aplicar-se à tauromaquia.

Esta alteração no valor do IVA já era há muito reivindicada pelo setor, que em abril organizou uma petição e um protesto para o exigir, cobrando, durante um dia, preços como se o IVA tivesse uma taxa mais baixa. “Não faz sentido nenhum, estando já o país na bonança económica, que o IVA não volte para o original de 6%”, apontou ao ECO Álvaro Covões, na altura da manifestação. Enumerando vários setores onde a carga fiscal já foi aliviada, o também promotor de eventos afirma que “é estranho um país que privilegia o IVA da fast food em detrimento da cultura”.

Na mesma conferência de imprensa, a porta-voz do Bloco de Esquerda anunciou outras medidas acordadas entre o Governo e este parceiro, incluindo o fim da penalização na reforma antecipada para as longas carreiras ainda em 2019 e uma redução de 5% na fatura da energia.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

IVA dos espetáculos vai descer para os 6% em 2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião