Hoteleiros querem duplicar oferta em Lisboa e no Porto

  • ECO
  • 24 Outubro 2018

Lisboa terá mais 208 empreendimentos turísticos, maioritariamente hotéis, número que quase duplica os atuais 210. Projetos já têm luz verde do Turismo de Portugal.

O Turismo de Portugal aprovou 208 projetos turísticos, maioritariamente hotéis, a serem inaugurados em Lisboa. Este número quase duplica os atuais 210, em termos de unidades, escreve esta quarta-feira o Diário de Notícias (acesso condicionado). Já no Porto, em carteira estão 93 empreendimentos turísticos, que se virão juntar aos atuais 96.

De acordo com o jornal, os hoteleiros querem duplicar a oferta em Lisboa e no Porto. Em Lisboa, se todos os 208 projetos se confirmarem, a capital portuguesa aumenta o número de camas disponíveis para as 67.367 sem contar com a oferta relativa a alojamento local. No entanto, salvaguarda o DN, muitas destas aprovações aguardam ainda luz verde da autarquia lisboeta.

Já no Porto, a confirmarem-se os 93 novos espaços, a cidade passa a contar com 189 empreendimentos turísticos e 22.100 camas, alojamento local excluído.

“Os pareceres favoráveis não significam o licenciamento do projeto”, salvaguarda a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, sublinhando que “nos últimos dez anos a oferta hoteleira e a procura turística duplicaram em todo o país”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Hoteleiros querem duplicar oferta em Lisboa e no Porto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião