Direto Travão às pensões antecipadas? “Será discutido no futuro”, diz Vieira da Silva

O ministro do Trabalho foi ao Parlamento dizer que o travão às reformas antecipadas será discutido "no futuro". Bloco de Esquerda e PCP dizem que se oporiam à medida.

Depois de Mário Centeno ter dado o tiro de partida, foi a vez de Vieira da Silva ir ao Parlamento apresentar o plano orçamental da Segurança Social para o próximo ano. Num debate marcado pelas pensões antecipadas, o ministro do Trabalho garantiu que o Orçamento do Estado não trará qualquer travão às reformas antecipadas para quem não cumpra o duplo critério “60 anos de idade e 40 de descontos”, atirando essa discussão para o futuro.

No âmbito da Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, o Bloco de Esquerda e o PCP aproveitaram, por outro lado, para garantir que se oporiam frontalmente a qualquer medida nesse sentido, que, adiantam, considerariam uma “perda de direitos”.

Nesta sessão de quatro horas e meia, a direita criticou, por sua vez, o “eleitoralismo” das medidas apresentadas e acusou o Governo de ter criado alguma confusão, particularmente em torno da questão das pensões.

O ECO acompanhou em direto a audição. Recorde-a abaixo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Travão às pensões antecipadas? “Será discutido no futuro”, diz Vieira da Silva

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião