Juros da dívida italiana aliviam depois da decisão da S&P

Os investidores festejam a decisão da S&P de manter o rating da dívida italiana em nível de investimento. A bolsa de Milão está a subir mais de 1,5%.

Os juros da dívida italiana estão a aliviar, esta segunda-feira, em mais de dez pontos base, depois de, no final da semana passada, a agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) ter decidido manter o rating de Itália em nível de investimento.

Esta manhã, os juros da dívida italiana a dez anos estão a recuar mais de dez pontos base, para 3,328%, o valor mais baixo em uma semana. No prazo a cinco anos, os juros estão a recuar para 2,637%, enquanto no prazo a dois anos aliviam para 1,273%.

O sentimento de otimismo chega até aos mercados acionistas, com a praça italiana a registar os ganhos mais expressivos entre as pares europeias. A bolsa de Milão segue a valorizar 1,5%, numa altura em que o Stoxx 600 avança pouco mais de 1%.

Os investidores festejam, desta forma, a decisão da S&P de não baixar o rating da dívida italiana, mantendo o nível BBB, dois níveis acima de lixo. Ainda assim, a agência de notação financeira baixou a perspetiva de rating para negativa, o que indica que há mais riscos de uma revisão em baixa do rating em breve.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juros da dívida italiana aliviam depois da decisão da S&P

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião