Bruno de Carvalho indiciado por 56 crimes

  • ECO
  • 12 Novembro 2018

Detido na noite de domingo, ao mesmo tempo que o líder da Juventude Leonina, o ex-presidente dos leões está indiciado de 56 crimes, sendo um deles terrorismo.

Detido desde a noite de domingo no âmbito da investigação à invasão a Alcochete, Bruno de Carvalho está indiciado por 56 crimes, de acordo com a notícia avançada pelo Mais Futebol. Assim como o líder da Juventude Leonina, os dois detidos vão ser ouvidos esta terça-feira pelo juiz.

No mandado de detenção a que o site desportivo teve acesso estão detalhados todos os crimes pelos quais o ex-presidente dos leões está indiciado: dois crimes de dano com violência, 20 crimes de sequestro, um crime de terrorismo, 12 crimes de ofensa à integridade física qualificada, um crime de detenção de arma proibida e 20 crimes de ameaça agravada.

Bruno de Carvalho e Nuno Mendes (líder da Juventude Leonina) foram detidos na noite de domingo e vão ser ouvidos esta terça-feira pelo juiz de instrução do Barreiro, contrariamente às expectativas que apontavam para esta segunda-feira. Os dois detidos são suspeitos de envolvimento na invasão à academia e respondem por terrorismo e pela autoria moral de crimes como ofensas à integridade física e sequestro.

As detenções ocorreram na noite de domingo, pouco antes do confronto Sporting — Chaves e, de acordo com o Jornal de Notícias, a GNR fez buscas na casa de de Bruno de Carvalho, no Lumiar, com este presente na habitação enquanto decorriam as diligências. O ex-presidente leonino e Mustafá (nome pelo qual é conhecido Nuno Mendes) são os 39.º e 40.º detidos no âmbito deste processo.

A 15 de maio, o campo de treino do Sporting sofreu uma invasão na qual resultaram ferimentos em jogadores. A 11 de junho eram já seis os jogadores que tinham rescindido com o clube, depois da crise instalada na sequência do ataque. De acordo com o Correio da Manhã, Mustafá não estava presente no ataque de 15 de maio, mas é suspeito de ter ordenado e ajudado a coordenar o mesmo.

A crise vivida pelo clube de Alvalade desde a invasão a Alcochete levou à mudança da presidência, com a eleição de Frederico Varandas a 9 de setembro. José Sousa Cintra assumiu o cargo de presidente interino da SAD do Sporting depois de, a 23 de junho, os sócios terem votado pela destituição de Bruno de Carvalho.

Comentários ({{ total }})

Bruno de Carvalho indiciado por 56 crimes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião