Juros de Itália em máximos. Hoje é o deadline para apresentar novo Orçamento a Bruxelas

As yields da dívida italiana a dez e a 30 anos atingiram máximos de duas semanas, enquanto os investidores aguardam que o Governo italiano apresente a Bruxelas a nova versão do Orçamento do Estado.

As yields da dívida pública italiana a dez e a 30 anos subiram para máximos de duas semanas, na data limite para o Governo de Guiseppe Conte apresentar uma nova versão da proposta do seu Orçamento do Estado para 2019 à Comissão Europeia. As yields das obrigações italianas a dez anos sobem para 3,44%, enquanto as yields da dívida a 30 anos avança para 4,035%. O spread entre as obrigações italianas e as alemãs com maturidade a dez anos está já acima dos 300 pontos base.

Todos os olhos estão postos em Itália esta terça-feira. Se o Governo em Roma não apresentar a revisão da proposta de Orçamento do Estado 2019, depois do chumbo inédito de Bruxelas, poderá enfrentar sanções disciplinares severas já no final deste mês.

Além disso, o Tesouro italiano prepara-se para emitir 5,5 mil milhões de euros em dívida a três, a sete e a 20 anos, em leilões a realizar esta terça-feira. E, num dia em que também estão agendadas emissões de dívida na Alemanha e na Holanda, os juros estão a aumentar na Zona Euro, de acordo com a Reuters.

Mário Centeno, presidente do Eurogrupo, esteve esta sexta-feira em Roma, onde incitou o Governo italiano a submeter a Bruxelas um novo plano orçamental que esteja em linha com as regras europeias. Na visão do também ministro das Finanças português, só assim se dissiparão a desconfiança que existe face a Itália nos mercados internacionais.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Juros de Itália em máximos. Hoje é o deadline para apresentar novo Orçamento a Bruxelas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião