“Estamos a pagar mais que o Porto” pela dívida por causa da “credibilidade que perdemos nos últimos meses”

Com a fim do prazo para o reembolso das obrigações a aproximar-se, o Sporting tenta captar 30 milhões numa operação em que paga 5,25%. É o custo da "credibilidade perdida", diz no ECO24.

O Sporting está no mercado. Depois de avanços e recuos, a emissão de obrigações para o retalho, que visa reembolsar os investidores que compraram os títulos em 2015, está em marcha. Francisco Salgado Zenha, vice-presidente com a área financeira da SAD, diz que a taxa de 5,25% é elevada, representando um prémio face ao que os leões deveriam pagar. Compara a situação de Alvalade com a das Antas, defendendo que o SCP está em melhores condições, mas tem de gastar mais com esta operação por causa da “credibilidade perdida” nos últimos meses.

No meio de uma guerra na liderança da SAD, com Bruno de Carvalho a acabar por ser afastado da presidência, a SAD viu-se forçada a adiar o reembolso da emissão que atingia a maturidade em maio. Foi feita uma moratória até 26 de novembro, com os investidores a manterem o investimento à mesma taxa. No limite do que seria exequível, a SAD acabou por avançar com uma nova emissão que está no mercado e, diz o CFO em entrevista ao ECO24 que será transmitido esta noite, programa que resulta de uma parceria entre o ECO e a TVI24, vai “correr bem”.

Um fator determinante para o sucesso é a taxa oferecida pela SAD. Os leões oferecem 5,25% ao ano, durante três anos, um juro que, “para mim, é caro”, afirma o responsável num encontro com jornalistas em Alvalade. “Mas sentimos que depois destes meses de turbulência tínhamos que dar um prémio sobre os nosso pares“, nomeadamente o Futebol Clube do Porto.

Não é por acaso que nós pagamos um prémio, por exemplo, sobre o FC Porto”, diz no ECO24. São mais 0,5%, salienta, acrescentando que esse prémio serve “para recuperar a credibilidade que perdemos nos últimos meses”. “A nossa forma de trabalhar é muito mais rigorosa do que foi feito no passado, nomeadamente em abril e maio”, diz, referindo-se aos últimos meses da liderança de Bruno de Carvalho.

O FC Porto, “esse sim, tem capitais próprios negativos e não cumpre o fair play financeiro”, destaca Salgado Zenha, acrescentando, indignado, que “nós estamos a pagar mais do que eles“.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Estamos a pagar mais que o Porto” pela dívida por causa da “credibilidade que perdemos nos últimos meses”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião