Três grandes já encaixaram mais de 650 milhões no mercado obrigacionista

  • Lusa
  • 23 Novembro 2018

Sporting foi a última SAD a recorrer ao mercado numa operação em que obteve 26 milhões de euros, aquém dos 30 que pretendia.

As sociedades anónimas desportivas (SAD) de Benfica, Sporting e FC Porto já encaixaram 652,5 milhões de euros com o lançamento de empréstimos obrigacionistas, com quase metade deste montante angariado pelo clube da Luz.

A SAD encarnada lançou oito operações no mercado de dívida desde 2004, tendo conseguido angariar 320 milhões de euros.

Por seu turno, a SAD portista, que foi a primeira a avançar com uma oferta pública de subscrição de obrigações, em 2003, concretizou nestes últimos 15 anos um total de nove operações, que lhe permitiram averbar 219,5 milhões de euros.

Quanto à SAD leonina, cujo primeiro empréstimo obrigacionista remonta a 2005, o montante total do encaixe obtido até agora ascende a 113 milhões de euros.

Ou seja, o FC Porto e o Sporting juntos encaixaram 332,5 milhões de euros, verba quase similar aos 320 milhões de euros do Benfica.

As águias realizaram 15 milhões de euros em 2004, 20 em 2007, 40 em 2010, 45 em 2013, mais 45 em 2015, 50 em 2016, 60 em 2017 (a maior emissão de uma SAD em Portugal até hoje), e 45 em 2018.

Já os dragões, encaixaram 11,5 milhões de euros em 2003, 15 em 2006, 18 milhões em 2009, 10 em 2011, 30 em 2012, 20 em 2014, 45 em 2015, 35 em 2017 e mais 35 em 2018.

Por seu lado, os leões captaram 18 milhões de euros em 2005, 19 em 2008, 20 em 2011, 30 em 2015 e 26 em 2018.

O encaixe desta última operação foi conhecido na quinta-feira, dia em que terminou o período de subscrição da emissão “Sporting SAD 2018-2021”.

“Foram recolhidas intenções de subscrição consubstanciadas em 4.112 ordens, que correspondem a um montante total de 26.162.035 euros”, lê-se no comunicado enviado na quinta-feira pelo Sporting à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Os resultados finais desta operação serão apurados e divulgados esta sexta-feira, em sessão especial da Euronext Lisboa, a gestora da bolsa portuguesa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Três grandes já encaixaram mais de 650 milhões no mercado obrigacionista

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião