Ações do Sporting caem 4%. Obrigações desvalorizam 1% na estreia

No dia que em que foram admitidas para negociação no mercado, as obrigações leoninas desvalorizam 1%. Já as ações da SAD do Sporting recuam mais de 4%.

Na sessão de estreia no mercado, as obrigações emitidas pelo Sporting no último empréstimo obrigacionista desvalorizam 1%. Já as ações da SAD de Alvalade perdem mais de 4% em Lisboa.

Foram admitidas à negociação esta segunda-feira mais de 500 mil obrigações avaliadas em 5 euros cada, num total de quase 26 milhões. Mas na primeira sessão, os títulos de dívida perdem 1% do seu valor. Trocaram de mãos 34,8 mil obrigações (cerca de 0,7% do total da emissão), segundo os dados da Euronext Lisboa.

Foram mais de 4.000 investidores que participaram na emissão que o presidente do Sporting classificou de “case study”, pela rapidez com que a operação foi concretizada. Na passada sexta-feira, Frederico Varandas voltou a criticar os bancos pela sua atuação durante todo o processo, afirmando que o “verdadeiro sindicato bancário deste empréstimo obrigacionista foi o Sporting, a sua massa associativa e adepta”. “Foi um facto extraordinário que aconteceu”, disse.

Com a emissão obrigacionista, os leões pretendiam levantar 30 milhões de euros para proceder ao reembolso de outro empréstimo que atingiu esta segunda-feira a maturidade. Apesar de terem ficado aquém desse objetivo, cumpriram a condição mínima de sucesso da operação de arrecadar pelo menos 15 milhões — isto porque a SAD tinha nos seus cofres outros 15 milhões para devolver aos credores do empréstimo vencido.

Entretanto, no mercado acionistas, as ações da sociedade leonina caíram 4,11% para cotarem agora nos 0,70 euros. Foram transacionadas 500 ações.

Ações do Sporting cedem 4% na bolsa lisboeta

No plano desportivo, em fim de semana dedicado à Taça de Portugal, o Sporting deslocou ao terreno do Lusitano Vildemoinhos, em Viseu, derrotando a equipa da casa por 4-1 na quarta ronda da competição.

Comentários ({{ total }})

Ações do Sporting caem 4%. Obrigações desvalorizam 1% na estreia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião