5 coisas que vão marcar o dia

Naquele que é o penúltimo dia de debate e votação na especialidade do OE, há Assembleia Geral dos participantes do fundo da Herdade da Comporta.

Naquele que é o penúltimo dia em que o Orçamento para o próximo ano vai ser debatido e votado na especialidade no Parlamento, os participantes do fundo da Herdade da Comporta reúnem-se em Assembleia Geral para decidir sobre a alienação ao consórcio formado pelo fundo Vanguard Properties e pela Amorim Luxury. Ainda esta terça-feira, o Banco de Portugal publica estatísticas sobre os empréstimos concedidos pelo setor financeiro, ao mesmo tempo que o INE publica os resultados definitivos do Inquérito à Mobilidade no Porto e em Lisboa. No mesmo dia, os estivadores de Setúbal reúnem-se com todos os diretores nacionais do SEAL.

Parlamento continua a debater e a votar na especialidade o OE

É o penúltimo dia em que o Orçamento do Estado para o próximo ano vai estar em cima da mesa. O Parlamento vai continuar a debater as quase 1.000 propostas de alteração ao documento apresentadas pelos partidos, com a votação final global marcada para quinta-feira. Esta segunda-feira, a primeira maioria negativa aconteceu quando foi aprovada a proposta do PSD que rejeita que o reforço do Fundo de Financiamento da Descentralização (que incorpora os valores a transferir para as autarquias) seja conseguido apenas por despacho do Governo. Por outro lado, o Executivo também vai ser obrigado a negociar com o tempo de serviços com os professores.

Assembleia Geral sobre venda da Herdade da Comporta

Acontece esta terça-feira a Assembleia Geral (AG) da Herdade da Comporta que vai decidir sobre a alienação ao consórcio formado pelo fundo Vanguard Properties e pela Amorim Luxury, liderada por Paula Amorim. Conforme o ECO tinha noticiado, além do valor oferecido inicialmente, o contrato de compra e venda prevê ainda uma garantia de cerca de oito milhões de euros, totalizando 158,2 milhões de euros.

Banco de Portugal publica estatísticas sobre empréstimos concedidos pelo setor financeiro

A instituição liderada por Carlos Costa vai publicar os dados sobre os empréstimos concedidos pelo setor financeiro no mês de outubro. Recorde-se que, em setembro, o crédito a empresas somou 71,9 mil milhões de euros, tendo caído face ao mês anterior e também em termos homólogos. Contrariamente, o crédito a particulares totalizou 126,36 mil milhões de euros, tendo aumentado face ao mês anterior e face ao mesmo mês do ano passado.

INE publica resultados do Inquérito à Mobilidade no Porto e em Lisboa

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga esta terça-feira os resultados definitivos do Inquérito à Mobilidade nas Áreas Metropolitanas do Porto e de Lisboa, relativo ao ano passado. De acordo com os resultados provisórios, publicados em julho, o automóvel foi o principal meio de transporte utilizado nas deslocações realizadas pelos residentes nas duas áreas metropolitanas, de forma mais marcante no Porto (67,6% das deslocações).

Estivadores de Setúbal reúnem-se com diretores nacionais do SEAL

Após vários dias parados, os estivadores do porto de Setúbal vão reunir-se esta terça-feira com todos os diretores nacionais do SEAL, a maior parte dos seus delegados locais e outros representantes. Durante o encontro, que arranca às 9h, vai ser analisada a reunião com o Ministério do Mar, que decorreu esta segunda-feira. Às 11h15 está marcada uma conferência de imprensa conjunta. A paralisação dos estivadores deixou acumulados mais de 5.000 carros da Autoeuropa no porto de Setúbal.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião