Portugal tem o 4.º gás mais caro da União Europeia. E a 6.ª fatura mais pesada na luz

As famílias portuguesas têm das faturas energéticas mais caras entre os países europeus. No gás, Portugal fica perto do pódio, sendo que na luz só cinco países cobram mais.

Portugal está entre os países europeus em que a energia é mais cara. A fatura suportada pelas famílias com o gás é a quarta mais elevada entre os 28 Estados-membros, sendo que no caso da luz cai para a sexta posição. Em ambos os casos, os preços baixaram no último ano, mas a fiscalidade continua a pesar. Só um país, a Dinamarca, tem impostos mais elevados sobre a eletricidade.

De acordo com os dados do Eurostat, Portugal até foi dos poucos países em que o preço do gás para as famílias registou uma quebra (a quarta maior na União Europeia), mas isso não impediu o país de continuar a figurar entre os que apresentam das maiores faturas. É de 0,08 euros por kWh, apenas superado pela Suécia, Dinamarca e Holanda.

Espanha vem logo atrás de Portugal com um custo de 0,07 euros por kWh no gás, o mesmo valor da média da Zona Euro, sendo que a média da UE estava, no final do primeiro semestre deste ano, em 0,06 euros. Roménia, Hungria e Croácia apresentam os valores mais baixos.

No caso da eletricidade, Hungria volta a figurar entre os mais baratos, assim como a Lituânia e a Bulgária, que tem a fatura mais baixa na luz. Portugal está no extremo oposto, apresentando-se na sexta posição, atrás apenas de países como Dinamarca, Alemanha, Bélgica, Espanha e Irlanda, revela o Eurostat. Em Portugal, o preço por kWh é de 22,46 cêntimos, já incluindo impostos.

Também no caso da luz assistiu-se a uma quebra nos valores cobrados às famílias portuguesas que, tal como acontece no caso do gás, continuam a suportar das maiores faturas entre os países europeus — a média da UE é de 20,49 cêntimos por kWh, sendo de 21,87 cêntimos no caso dos países do euro.

A fiscalidade explica este fenómeno em Portugal. No caso da luz, as famílias portuguesas contam com a segunda carga fiscal mais elevada entre os 28. O Eurostat revela que as taxas têm um peso de 37% nos preços da eletricidade na UE, sendo de 55% em Portugal. No caso do gás, os impostos representam, em média, 27% da fatura na Europa, sendo de 25% no caso nacional. Na Dinamarca é de 55%.

(Notícia atualizada às 11h11 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal tem o 4.º gás mais caro da União Europeia. E a 6.ª fatura mais pesada na luz

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião