CMVM faz mira a jogadores do Sporting. Atletas têm de provar investimento

  • ECO
  • 1 Dezembro 2018

O regulador do mercado está a verificar se os jogadores que apelaram à participação no empréstimo obrigacionista do Sporting efetuaram mesmo as compras que mencionaram.

Os jogadores e ex-jogadores leoninos que anunciaram o seu apoio público e subscrição de obrigações na Oferta Pública de Subscrição “Sporting SAD 2018-2021” vão ter de provar que concretizaram efetivamente esse investimento. A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) está a verificar se os atletas que apelaram à compra realizaram a aquisição em causa, sob pena de o regulador poder considerar estar em causa “manipulação de mercado”, avança o Expresso (acesso pago), este sábado.

Este é um procedimento normal, que procura garantir a coerência entre o apoio público e a realidade. Entre os atletas que se colocaram na mira da CMVM, estão Jefferson, Nani, Rui Patrício e William Carvalho.

Além destes, contam-se ainda outros jogadores, ex-jogadores e figuras públicas que assinaram um manifesto apelando à participação no empréstimo obrigacionista, que ficou marcado pelo lema “o Sporting precisa de todos”.

Para verificar a coincidência desses apelos com a realidade, basta agora à CMVM passar a pente fino o registo das subscrições concretizadas, uma vez concluída a oferta (terminou a 22 de novembro). Caso esteja em causa uma infração, o regulador pode, no limite, punir os visados aplicando uma pena de prisão ou multa.

Recorde-se que o período de subscrição desse empréstimo obrigacionista arrancou a 12 e terminou a 22 de novembro. Com esta operação, o clube de Alvalade encaixou 25,9 milhões de euros, montante que serviu para reembolsar uma outra emissão, que venceu a 26 de novembro.

Comentários ({{ total }})

CMVM faz mira a jogadores do Sporting. Atletas têm de provar investimento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião