Corticeira Amorim vai pagar dividendo extraordinário de seis cêntimos por ação

Num comunicado enviado à CMVM, a maior corticeira do país vai pagar aos acionistas um dividendo extraordinário líquido de seis cêntimos por ação, que serão distribuídos a partir de 19 de dezembro.

A maior corticeira do país vai pagar aos acionistas um dividendo extraordinário líquido de seis cêntimos por ação, informou a empresa esta segunda-feira em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“De acordo com o deliberado na Assembleia Geral Extraordinária, realizada hoje, dia 3 de dezembro de 2018, torna-se público que, a partir do dia 19 de dezembro de 2018, serão colocados à disposição dos senhores acionistas os seguintes dividendos extraordinários”: para os acionistas singulares o valor será de 6,12 cêntimos por ação e para os coletivos será de 6,375 cêntimos, lê-se no documento.

No total, a Corticeira Amorim vai distribuir 11,305 milhões de euros, o equivalente ao valor bruto de 8,5 cêntimos por ação. Os dividendos serão distribuídos no prazo máximo de 20 dias, refere um outro comunicado. Mas como os dividendos são tributados, quer em sede de IRS (28%) quer de IRC (25%), os investidores acabam por receber um dividendo extra líquido de seis cêntimos.

Nos primeiros nove meses do ano, a corticeira viu os lucros aumentarem 4% para 58,6 milhões de euros e as vendas a subirem 9,8% para 583,8 milhões de euros. Um desempenho que foi justificado “essencialmente pela pressão sobre a margem bruta causada pelo aumento de preços da matéria-prima”, compensado por “ganhos de eficiência operacional, associados a um rigoroso controlo dos custos e a uma redução das imparidades”.

(Notícia atualizada)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Corticeira Amorim vai pagar dividendo extraordinário de seis cêntimos por ação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião